termos

Rendimento Líquido

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:28/09/2020 às 06:47 - Atualizado um ano atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é rendimento líquido?

O rendimento líquido se refere à rentabilidade de um investimento, ou seja, é o valor resgatado após as deduções de impostos e taxas administrativas. Em resumo, ele representa o lucro obtido pelo investidor.

Também pode se referir ao lucro de uma empresa, percebido quando se subtrai do valor obtido com as vendas de um produto as despesas administrativas, as despesas operacionais, a depreciação de máquinas ou equipamentos e o pagamento de impostos, juros de dívidas ou empréstimos

Esse resultado deve constar na demonstração de resultados da empresa e permite que os investidores avaliem a saúde financeira do negócio.

Como calcular o rendimento líquido?

Para calcular o rendimento líquido de um investimento financeiro é preciso subtrair as despesas e os custos operacionais da rentabilidade obtida. Também é preciso deduzir impostos e taxas administrativas. Pode ser obtido pela seguinte fórmula:

Rendimento líquido = (Rendimento Bruto - Custos administrativos, operacionais e de aquisição dos ativos) - (Alíquotas de impostos)

Vale lembrar que o IRRF descontado do rendimento líquido corresponde ao lucro desse investimento. O valor descontado varia de acordo com o tipo e com o tempo da aplicação. Só é descontado no momento do resgaste e varia de acordo com as seguintes porcentagens: 

  • Fundo de ações: 15%, independente do prazo de aplicação;
  • Fundos de investimento de curto prazo: 22,5% em aplicações de até 180 dias; 20% em aplicações cujo prazo seja superior a 180 dias;
  • Fundos de investimento de longo prazo: 22,5% em aplicações de até 180 dias; 20% em aplicações de 181 a 360 dias; 17,5% em aplicações de 361 dias a 720 dias; e 15% para investimentos cujo prazo seja superior a 720 dias. 

Vamos a um exemplo: suponha que um investir aplicará um certo montante em um fundo de investimento de longo prazo.

Esse fundo conta com ações ordinárias, títulos corporativos e ações preferenciais, sendo que a aplicação do .

Suponhamos que essas ações preferenciais tenham um ganho de R$50.000, enquanto as ações ordinárias, um ganho de R$30.000, e o total de proventos seja de R$20.000 em dividendos - mais R$15.000 em juros dos títulos corporativos. 

Como perda, do investidor é cobrado R$2.000 em taxas. Após 300 dias o investidor decide resgatar o valor. O rendimento líquido desse investimento pode ser obtido pela seguinte fórmula:

Rendimento líquido = R$30.000 + R$50.000 + R$20.000 + R$15.000 - R$2.000,00 = R$113.000.

Desse total deve ser subtraído ainda 17,5% de IRRF. O resultado será R$93.225,00 de lucro líquido, ou seja, essa será o rendimento do investimento. 

Qual a importância do rendimento líquido?

O rendimento líquido corresponde ao lucro de um investimento. Tal montante pode ser percebido quando se analisa cada cota ou ação de um investidor, valor que servirá de base para a alíquota do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF).

Já quando se analisa a renda individual, o rendimento líquido corresponde ao valor recebido em uma aplicação após o desconto de taxas, subsídios, deduções obrigatórias e tributos. Esse valor é utilizado para determinar o imposto de renda devido, além do valor retido na fonte pela Receita Federal. 

O rendimento líquido permite comparar investimentos e assim descobrir qual o valor será resgatado em cada aplicação.

Ao analisar esse índice e o lucro líquido de uma aplicação será possível criar estratégias de investimento que permitam saques em diferentes prazos. Essa tática é fundamental quando se deseja organizar uma carteira de investimentos e diversificar ativos financeiros para melhor aproveitar as oportunidades oferecidas pelo mercado. 

Sobre o autor
Equipe Mais RetornoA Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre
Nome Sujo (na praça)

Nome Sujo (na praça)

O que significa ter Nome Sujo na Praça? As pessoas que estão com o “nome sujo na praça” não são boas pagadoras e estão devendo nas...

  CONTINUAR LENDO