Logo Mais Retorno

Siga nossas redes

  • Instagram Mais Retorno
  • Youtube Mais Retorno
  • Twitter Mais Retorno
  • Facebook Mais Retorno
  • Tiktok Mais Retorno
  • Linkedin Mais Retorno
termos

Paralogismo

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:12/12/2019 às 21:29 -
Atualizado 5 anos atrás
Compartilhe:

O que é um Paralogismo?

Paralogismo é o nome dado a um tipo de argumento que, embora tenha uma forte aparência lógica, é considerado equivocado quando analisado racionalmente. Ou seja, o paralogismo é um raciocínio que parece verdade, mas não é verdade. Uma mentira tão bem contada que nem sequer percebemos que se trata de um erro.

Mas por que estamos falando sobre isso por aqui? Por que não deixar os

paralogismos reservados aos estudiosos da Filosofia e aos amantes de Aristóteles (ele é considerado o pai da lógica, lembra?)? Porque, como vamos perceber, ele tem influência direta na maneira como agimos no nosso dia - e, inclusive, na maneira como administramos o nosso rico dinheirinho.

Primeiramente, precisamos realizar dois esclarecimentos.

Aqui no Mais Retorno, na maioria das vezes em que tratamos de paralogismos, não tratamos de pessoas usando esse recurso como uma forma de nos "passar a perna". Na verdade, a nossa principal abordagem tem como objetivo te ajudar a identificar o maior contador de paralogismos da sua vida: o seu próprio cérebro.

Vamos concordar que o coitado lida com um turbilhão de estímulos a cada segundo, certo? É tanta coisa para processar, tantas informações vindas do mundo à sua volta, que a melhor forma encontrada para economizar energia foi automatizar o máximo de processos possível. 

Assim, você tira conclusões rápido e não gasta muito da sua "cachola" pensando sobre cada detalhe. Imagine ter que refletir a cada piscada ("eu deveria piscar agora? Qual é o melhor intervalo de tempo entre uma piscada e outra?"). Seria uma loucura! Para evitar isso, esse e outras necessidades foram colocadas no automático - inclusive julgar a realidade que te cerca e as decisões a serem tomadas segundo a segundo.

O problema é que, às vezes, as suas conclusões são baseadas em paralogismos: o cérebro toma algo como verdade apenas porque parece verdade e te conta essa mentira. 

Mas você se lembra que tínhamos dois esclarecimentos a fazer? Bom, o segundo deles é que ele não faz por mal. Ele não pensa em ferrar a sua vida. É apenas um ônus na (árdua!) função de te manter vivo. 

Infelizmente, como ninguém nunca te contou sobre isso, você foi incapaz de perceber os paralogismos escondidos nos seus julgamentos - e muito menos de corrigi-los ou mitigá-los.

Como os Paralogismos interferem no seu dia a dia?

A principal forma pela qual os paralogismos se expressam na prática é através dos chamados vieses cognitivos. 

Um viés cognitivo é justamente o nome dado a essa falha durante o processamento de informações feita pelo cérebro, que cria os paralogismos que contamos a nós mesmos. 

Existem diversos tipos de viés. Alguns estão influenciando a nossa memória (como é o caso do Viés da Emoção Desbotada e a Rosy Retrospection) e a nossa percepção de risco (Viés de Risco Zero, Compensação de Risco, etc.). Outros, a nossa autopercepção (como o Viés Egocêntrico e Viés da Atribuição de Traço Pessoal) e planos para o futuro (Lacuna de Empatia, Viés de Projeção etc.). 

Isso significa que, a seu modo, cada um deles está nesse exato momento te levando a tomar decisões prejudiciais para si mesmo, para as pessoas à sua volta e para o mundo, de modo geral.

Como vencê-los? Bom, não há outra forma que não conhecendo-lhes. Em cada artigo completo sobre cada um dos vieses, aqui no Mais Retorno, incluímos algumas dicas de como identificá-los na sua própria vida e combatê-los.

Mas já adiantamos: é um trabalho de formiguinha, realizado dia após dia. Não é receita de bolo. Até porque a cada dia novos paralogismos surgem e, como o campo de batalha é tão vasto quanto o próprio universo (parafraseando o Poema das Sete Fases), não há estratégia mais eficaz. Dividir para conquistar, lembra? Nem que seja a sua própria (ir)racionalidade.

Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

® Mais Retorno. Todos os direitos reservados.

O portal maisretorno.com (o "Portal") é de propriedade da MR Educação & Tecnologia Ltda. (CNPJ/MF nº 28.373.825/0001-70) ("Mais Retorno"). As informações disponibilizadas na ferramenta de fundos da Mais Retorno não configuram um relatório de análise ou qualquer tipo de recomendação e foram obtidas a partir de fontes públicas como a CVM. Rentabilidade passada não representa garantia de resultados futuros e apesar do cuidado na coleta e manuseio das informações, elas não foram conferidas individualmente. As informações são enviadas pelos próprios gestores aos órgãos reguladores e podem haver divergências pontuais e atraso em determinadas atualizações. Alguns cálculos e bases de dados podem não ser perfeitamente aplicáveis a cenários reais, seja por simplificações, arredondamentos ou aproximações, seja por não aplicação de todas as variáveis envolvidas no investimento real como todos os custos, timming e disponibilidade do investimento em diferentes janelas temporais. A Mais Retorno, seus sócios, administradores, representantes legais e funcionários não garantem sua exatidão, atualização, precisão, adequação, integridade ou veracidade, tampouco se responsabilizam pela publicação acidental de dados incorretos.
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
® Mais Retorno / Todos os direitos reservados