Logo Mais Retorno
termos

Nicho de Mercado

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:02/10/2019 às 16:16 -
Atualizado 3 anos atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é nicho de mercado?

O Nicho de Mercado representa um público que possui necessidades específicas e que, em geral, é pouco explorado comercialmente ou não é atendido por nenhuma empresa ou mercado. Logo, trata-se de uma oportunidade estratégica para empresas que se dispuserem a atender esse ramo de forma diferenciada e competitiva.

Ou seja, nicho se refere a um grupo ou a uma parcela de um mercado. No entanto, não se trata de qualquer grupo, visto que nicho de mercado é diferente de segmento de mercado. Entenda essa diferença no tópico a seguir.

Nicho de mercado x segmento de mercado

 

Para melhor explicar as diferenças entre nicho e segmento, nada melhor que um exemplo prático. Pense em uma empresa de materiais esportivos, que oferece uma infinidade de produtos no mercado: roupas para prática esportiva, equipamentos, entre outros materiais.

Ao se posicionar no mercado, o seu segmento será um grupo muito amplo de pessoas, que, com alguma regularidade, praticam esporte.

Sendo este o segmento de nossa empresa de materiais esportivos, qual seria, então, o nicho de mercado que ela atua? Basicamente, poderia se tratar de um grupo muito restrito dentro deste segmento, como tenistas, que contam com uma baixíssima disponibilidade de produtos e serviços especializados para o esporte que praticam.

Perceba que o nicho está ligado a uma noção de oportunidade, isto é, trata-se de parte do segmento ainda pouco ou nada explorada pelas empresas do setor. Nesse sentido, podemos também apontar exemplos reais de identificação de nicho no mercado financeiro, como é o caso dos bancos digitais.

Algumas instituições financeiras compreenderam a importância de oferecer serviços bancários de forma mais ágil, prática e menos dispendiosa. A partir dessa constatação surgiram as contas digitais, que permitem aos clientes realizar uma série de operações a partir do próprio celular sem incorrer em nenhum custo ou taxa.

As instituições que destinaram seus esforços nesse sentido enxergaram um novo nicho de mercado: aquele de consumidores que prezam pela praticidade e que preferem realizar todo tipo de transação bancária pela internet.

Qual a importância de se definir um nicho de mercado?

O que se percebe hoje em diferentes mercados é uma busca por uma superespecialização. Na prática, isso significa que as empresas não tendem mais a oferecer soluções genéricas para as “dores” de seu público.

O que se busca é um diferencial competitivo a partir do reconhecimento de nichos de mercado.

Conheça outros bons motivos para definir um nicho de mercado:

  • Plano de marketing mais efetivo: empresas que contam um nicho de mercado bem definido terão mais elementos para elaborar um bom plano de marketing;

  • Menor número de concorrentes: quem encontra um nicho, por definição, trabalhará com menor número de concorrentes;

  • Identificação de melhores parcerias comerciais: trabalhando a partir de um nicho de mercado fica mais fácil identificar quais parcerias comerciais podem ser ou não vantajosas. Afinal de contas, ao conhecer a fundo quem são os potenciais clientes a serem perseguidos, é possível enxergar com melhor clareza quem poderá trazer contribuições para melhor operacionalização de seu negócio;

  • Prática de preços mais vantajosos: quem atua em um mercado pouco ou nada explorado, terá condições de ditar preços, uma vez que há poucos os concorrentes.

 

Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!