termos

Midstream

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:15/07/2021 às 05:50 - Atualizado 3 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é midstream?

A indústria petrolífera se divide em alguns processos, assim como ocorre com qualquer segmento. Um deles é o de midstream, que é o que vamos explicar no artigo de hoje.

Embora não seja essencial que o investidor conheça a fundo a cadeia operacional de todos os segmentos, esse é um processo importante na avaliação de oportunidades de investimentos. Afinal, sem essa noção básica, como saber o que pode afetar a companhia?

Apenas para exemplificar o porquê de você conhecer o midstream da indústria petrolífera, podemos traçar um paralelo com o setor de energia e a potencial crise hídrica que apareceu como potencial problema em 2021 para o segmento.

No setor de energia, existem três grupos de empresas: geradoras, transmissoras e distribuidoras. Cada uma delas é afetada de uma forma diferente pela situação mencionada. O mesmo racional se aplica para a indústria petrolífera.

Como é o processo de produção das empresas petrolíferas?

A produção de petróleo envolve um processo complexo e que pode ser dividido em diversas etapas. De um modo geral, a indústria divide essas etapas individuais em três grandes grupos. Vamos conhecê-los para entender a dinâmica do midstream.

Upstream 

A primeira etapa da produção de petróleo consiste em encontrar áreas que possuem óleos que possam ser explorados pela indústria na produção da mercadoria. Uma vez identificados esses espaços, as empresas passam a acessar o óleo por meio da perfuração.

Podemos dizer, portanto, que a fase de upstream consiste em identificar um ambiente que possa ser utilizado na exploração do petróleo e também envolve o transporte até as refinarias, local onde eles passam para a fase que nos interessa: a midstream.

Midstream

A fase de midstream é a etapa intermediária dentro do processo de produção de petróleo pelas companhias do setor. Neste momento, o óleo extraído na etapa inicial será refinado, de modo a obter alguns dos produtos que possam ser comercializados para os consumidores.

É neste ponto, por exemplo, que o óleo é convertido em gasolina, diesel ou então lubrificantes. Ou seja, consiste na conversão de uma matéria-prima em artigos que possam ser comercializados.

A etapa de midstream é extremamente relevante para as petrolíferas, pois permitem a comercialização das suas atividades e, consequentemente, a obtenção de receitas para a extração do óleo.

Downstream 

Por fim, após a conversão do óleo em produtos, temos a etapa de downstream que, em resumo, consiste na logística dessa produção. Ou seja, os produtos são enviados para locais onde serão vendidos ao consumidor final.

Qual é a importância da etapa de midstream?

Como vimos, a etapa de midstream é essencial no processo de produção de petróleo. É nela, afinal, que a matéria-prima é produzida em algum item que possa ter relevância para o consumidor.

Fazendo uma análise simples, a extração em si não gera valor para a sociedade: trata-se de óleo puro. Da mesma forma, não há sentido em organizar a logística da etapa final se não há o que distribuir. Portanto, é justamente na etapa de midstream que se concentram os esforços das empresas petrolíferas.

Vale a pena investir em empresas petrolíferas?

Hoje você conheceu um pouco mais sobre o processo de produção de petróleo, assim como as etapas da sua cadeia produtiva. No entanto, será que vale a pena investir nesse segmento?

Tudo depende muito dos seus objetivos. O mercado de commodities, como é o caso do petróleo, está extremamente ligado ao preço da própria commodity. Se ele está valorizado, a empresa tende a surfar um bom momento — e vice-versa.

De qualquer forma, é interessante que você conheça as etapas de produção das commodities para ter uma análise mais precisa sobre os investimentos no segmento.

Sobre o autor
Equipe Mais RetornoA Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Nome Sujo (na praça)

Nome Sujo (na praça)

O que significa ter Nome Sujo na Praça? As pessoas que estão com o “nome sujo na praça” não são boas pagadoras e estão devendo nas...

  CONTINUAR LENDO