termos

Método Scuttlebutt

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:19/11/2021 às 05:50 - Atualizado 10 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é Método Scuttlebutt?

O Método Scuttlebutt é uma forma de se informar sobre uma empresa, obtendo dados com clientes, fornecedores, concorrentes e funcionários da companhia. Warren Buffett utilizou esse método antes de comprar ações de Apple e American Express, por exemplo. 

O termo “Scuttlebutt” significa rumores, fofocas. Sua aplicação nos investimentos foi criada no fim da década de 50, por Philip Fisher, também conhecido como pai do growth investing. A abordagem era investir pesado em empresas com alto potencial de crescimento e ela apareceu no seu best-seller “Ações Comuns, Lucros Extraordinários”.

Como funciona o Método Scuttlebutt?

Antes de comprar as ações de uma empresa, você provavelmente navega pelos relatórios financeiros, verifica a opinião de especialistas e tudo o mais. Mas já pensou em seguir um checklist? 

A seguir, você lerá os 15 pontos que Fisher investigava ao aplicar o Método Scuttlebutt:

  1. A empresa tem produtos ou serviços que ainda estão em expansão no mercado?
  2. Os administradores estão dispostos a desenvolver novos produtos e inovar continuamente?
  3. Como está o departamento de Pesquisa & Desenvolvimento da empresa? O quanto ela tem de receita por cada centavo gasto com P&D?
  4. As vendas da empresa estão acima da média? Essa atividade básica deve estar em destaque entre os concorrentes.
  5. Como está a margem de lucro da companhia? Cada centavo nas vendas produz o quanto de lucro? Quanto mais alta, mais forte ela é durante as crises.
  6. A empresa é capaz de sustentar a sua margem de lucro? Ela tem o costume de reduzir os seus custos?
  7. A relação dos funcionários com a empresa é boa? Como está a gestão de pessoas?
  8. E quanto aos executivos? Eles se dão bem um com o outro ou há escândalos corporativos?  
  9. Os administradores são comprometidos a ajudar os funcionários a se desenvolverem profissionalmente? Empresas nas quais as pessoas podem evoluir tendem a sempre ter sucesso.
  10. A companhia investe em análise de custos? É esperado que ela invista nessa investigação para alocar os seus recursos de maneira cada vez mais eficaz.
  11. Quais os pontos fortes da empresa? Se ela for varejista, pode ser os métodos de estoque, por exemplo.
  12. Ela projeta lucros a longo prazo? Para um holder, é interessante que ela faça isso.
  13. Como estão as oportunidades de empréstimo e o caixa da empresa? Dê preferência por empresas que conseguem diluir os seus riscos, sem mexer no patrimônio líquido.
  14. Como a organização se comunica? Evite aquelas que espalham as boas notícias imediatamente, mas demoram a divulgar as notícias negativas.
  15. A companhia é íntegra e honesta? Os administradores podem se aproveitar dos acionistas de diversas formas.

Nas palavras de Buffett, que se diz “85% Graham e 15% Fisher”, o Método Scuttlebutt cria uma imagem precisa dos pontos fortes e fracos de uma empresa. 

Quais os benefícios do Método Scuttlebutt?

Boatos e rumores são, normalmente, coisas ruins, né? Mas se você ativamente busca aplicar o checklist com os 4 grupos de pessoas aconselhadas por Fisher — clientes, concorrentes, fornecedores e funcionários — eles são muito úteis para os seus investimentos.

Inclusive, você não precisa se restringir a eles. Coletar as opiniões de cientistas, executivos do comércio e até funcionários públicos também é uma opção.

As perguntas ajudam os investidores a entender melhor o valuation e a margem de segurança na compra dos ativos.

Além disso, ao conversar ou pesquisar sobre os concorrentes, você pode obter mais oportunidades de investimento.

Outra vantagem desse método pró-ativo é que, ao fazer a sua própria pesquisa, você se livra dos possíveis erros dos outros. 

Por fim, o Método Scuttlebutt também tem o potencial de gerar novas ideias de investimento graças à análise de tendências recentes no nicho de mercado. 

Sobre o autor
Equipe Mais RetornoA Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter