termos

Mercado livre de energia

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:30/07/2021 às 16:48 - Atualizado 6 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é mercado livre de energia?

Mercado livre de energia é a evolução na contratação de energia elétrica por empresas de maior porte.?

No mercado cativo, que é o modelo mais conhecido, as empresas estão sujeitas a contratar o fornecimento de energia com a distribuidora local, regulada pela Associação Nacional de Energia Elétrica (Aneel).?

A falta de concorrência, porém, desincentiva a melhoria de processos, encarecendo o serviço e freando o desenvolvimento do mercado.?

Assim, o mercado livre de energia vem como alternativa, para possibilitar que empresas com maiores consumos de energia optem por contratar de fornecedores que ofereçam melhor custo/benefício.?

Como funciona o mercado livre de energia?

Para adentrar esse mercado, o player precisa, primeiramente, avaliar se faz sentido para si fazer a alteração de plano de consumo, conforme os custos da distribuidora atual e as competidoras no mercado livre de energia

Feita essa análise, a empresa se associará à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que fiscaliza e gerencia o mercado.

Para empresas de maior consumo (acima de 1,0 MW contratado), recomenda-se o consumo como Atacadista. Nesse caso, a empresa deve cumprir os requisitos da CCEE, tornando-se uma agente do mercado, o que requer adequações técnicas.?

Para as consumidoras menores, o modelo Varejista é mais comum, com a associação à CCEE através de uma intermediária, que fica responsável pelos trâmites e adaptações da empresa.

Além disso, os consumidores também se dividem em Livre e Especial.?

O consumidor livre deve ter uma demanda contratada acima de 1,5 MW e pode comprar de diversas fontes, como hidrelétricas de grande porte, termelétricas e fontes incentivadas.?

O consumidor especial (demanda acima de 0,5 MW) está limitado às fontes incentivadas, como pequenas centrais hidrelétricas e outras fontes de energia renovável (eólica, biomassa, solar).

A partir daí, cabe às empresas negociar com as fornecedoras sobre preço e tecnicidades, além de comunicar a distribuidora local (carta de denúncia) sobre a migração.
??
Quais as vantagens e as desvantagens do mercado livre de energia?

Vantagens

  • Competição: favorecendo a melhoria na prestação de serviços e redução de preços;
  • Contratos individuais: o que permite que fornecedor e cliente acertem as melhores condições de trabalho;
  • Previsibilidade: tanto de custos quanto de capacidade fornecida, pagando um valor fixo pelo MWh e evitando a influência de bandeiras tarifárias e variações por horário, sendo mais confiável e barata no longo prazo;
  • Comunhão de cargas: de forma que várias empresas em uma mesma localidade ou sob o mesmo CNPJ possam negociar em conjunto.

Desvantagens

  • Volatilidade de preços no curto prazo: uma vez que o mercado livre de energia se regula conforme oferta e demanda, oscilações entre meses de contrato podem surpreender empreendedores;
  • Adaptação: já que, além das adequações técnicas, as empresas passarão a requisitar volumes de consumo previamente e poderão sofrer com sobras ou faltas enquanto não se adaptam ao modelo.

Como o mercado livre de energia se beneficia de derivativos?

Derivativos são contratos que servem como instrumento de comercialização de um determinado ativo, como a energia elétrica.?

O mercado livre de energia se beneficia uma vez que esses contratos facilitam a negociação dos preços, bem como é feito com o petróleo ou commodities como a soja, e garantem a comercialização da energia no preço fixado, trazendo previsibilidade para as partes.

Empresas do mercado livre de energia listadas na B3

O Brasil tem várias empresas no setor, que é um mercado ainda em crescimento.?

As principais concorrentes no ramo são Engie (EGIE3), Eletrobras (ELET3), Equatorial (EQTL3), Energisa (ENGI3) e CPFL Energia (CPFE3).

Recentemente, a Copel Mercado Livre, braço da Copel (CPLE3), tornou-se a maior do Brasil em energia comercializada no mercado livre de energia.

Sobre o autor
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Flávio Augusto da Silva

Flávio Augusto da Silva

Quem é Flávio Augusto da Silva? Flávio Augusto da Silva é o fundador de uma das maiores redes de ensino do Brasil, a Wise Up. Além disso,...

  CONTINUAR LENDO