Megalojas (FIIs de shopping)

Última modificação em 10 de Setembro de 2020 às 10:36

O que são megalojas?

Megalojas são lojas que ocupam espaços amplos e representativos em um shopping center. Em geral, a metragem de cada uma dessas unidades fica entre 500 m² e 999 m². Como exemplo, podemos citar as Casas Pernambucanas, as Casas Bahia e a Magazine Luíza, que normalmente ocupam espaços nessas dimensões.

Se você investe em Fundos Imobiliários (FIIs), é preciso saber que além das megalojas, a estrutura de um shopping center abriga outros tipos de lojas que se diferenciam, principalmente, pelo tamanho e potencial de vendas:

  • Lojas âncoras: são grandes lojas de departamento que ocupam mais do que 1000 m² de um empreendimento. Contam com grande orçamento de publicidade e uma grande variedade de mercadorias, o que ajuda a atrair clientes ao shopping. Geralmente, as lojas âncoras são conhecidas nacionalmente e até mesmo internacionalmente - como as Lojas Americanas, C&A e Renner;
  • Satélites: ocupam espaços pequenas, com tamanho inferior a 500 m². A maior parte das marcas presentes em um shopping conta com uma loja satélite. Lojas de brinquedos, sapatos e joalherias pertencem a essa categoria. 
  • Conveniência e serviços: são lojas que oferecem soluções capazes de facilitar o dia a dia dos clientes, o que ajuda a mantê-los dentro do shopping. São exemplos as loterias, os bancos e as farmácias. 
  • Área de lazer: são áreas cuja metragem está acima de 1.000m² e são voltadas para o entretenimento de famílias e pequenos grupos de pessoas. É o caso de cinemas, parques de diversões e praças de alimentação.

Qual a importância das megalojas para um shopping center?

As megalojas são fundamentais para atrair clientes para um shopping center uma vez que contam com um público cativo e dispõem de um grande orçamento de marketing.

Além disso, novas marcas ou empresas pouco conhecidas tendem a alugar um espaço próximo a essas lojas para atrair a atenção do público e assim se tornarem mais conhecidas e relevantes no mercado. 

Como investir em uma megaloja (FIIs de shopping)?

Com cerca de R$ 100 já é possível investir em fundo imobiliário e se tornar sócio da construção de um shopping e, consequentemente, de uma megaloja. 

Para captar recursos, um fundo de investimento disponibiliza aos investidores ações ou cotas em uma oferta pública. Essa verba permite que os gestores aluguem lojas para os interessados ou comprem participações em grandes empreendimentos imobiliários.

Um contrato de aluguel de um shopping exibe características únicas - além do aluguel, o lojista pagará uma porcentagem do valor obtido com as vendas para a administração. Isso que dizer que, quanto maior a receita da loja, maior será o valor destinando ao fundo e, é claro, aos cotistas.

Investir em FIIs de shopping é lucrativo?

Além de receber pelo aluguel das lojas e um percentual das vendas, a administradora de um shopping consegue captar recursos de diversas outras formas:

  • Taxa de fundo de promoção: É um valor investido em campanhas de marketing, promoções,  eventos culturais, decorações temáticas e em outras ações para atrair o público para o shopping;
  • Estacionamento: O valor pago pelos clientes e lojistas para estacionarem no shopping garante uma boa parte da receita da administração.
  • Taxa de adesão: Permite que o lojista use o ponto por um certo período, geralmente cinco anos. É pago antes que a loja comece a operar. 

A gestão do shopping, portanto, tem grande interesse em atrair cada vez mais consumidores para as suas dependências uma vez isso gerará mais vendas para os lojistas e ampliará os lucros dos cotistas. 

Nessa estratégia, portanto, as megalojas ocupam um lugar de destaque, uma vez que esse fundo de investimento é amplamente beneficiado pelo aumento do consumo.

Glossário de Finanças e Investimentos

Pesquise a(s) palavra(s) navegando pelo alfabeto abaixo