Última modificação em 20 de maio de 2021

Quem é Julio Velarde Flores?

Julio Velarde Flores é um banqueiro e economista peruano com grande influência no seu país. Nascido no ano de 1952, atualmente é presidente do Banco Central de Reserva do Peru, cargo que ocupa desde o dia 7 de setembro de 2006.

Velarde ocupou cargos de alto escalão nos setores empresarial e público, realizou pesquisas e trabalhos de consultoria para entidades como o Banco Mundial, Organização Mundial do Trabalho e o Banco Interamericano de Desenvolvimento. Além disso, também é autor de vários livros sobre economia.

Por todo o seu empenho e trabalho, em 2015 foi nomeado pela revista The Banker como o banqueiro central do Peru daquele ano. Em 2020, a mesma revista o nomeou como o banqueiro central das Américas.

Qual é a trajetória de Julio Velarde Flores até aqui?

A trajetória de Julio Velarde Flores — desde a faculdade até suas experiências profissionais — é extensa e inspiradora. A seguir, mostraremos os destaques em ambas as áreas.

Trajetória acadêmica

Julio Velarde Flores se formou em Economia pela Universidad del Pacífico no ano de 1974. Na ocasião, foi classificado em primeiro lugar em sua classe e, por esse motivo, recebeu o importante Prêmio Especial Robert Maes.

Bolsista pela Comissão Fullbright, fez seu mestrado também em Economia pela Brown University. Na mesma instituição, concluiu o doutorado e, assim, hoje é PhD em Economia. Já no World Instute em Kiel, na Alemanha fez uma especialização na mesma área.

Trajetória profissional

Entre os anos de 1978 e 1983, Velarde Flores trabalhou como professor associado e pesquisador de Economia na Universidad del Pacífico. Durante a década de 1980, atuou como gerente do Banco da Indústria, assessor econômico do Ministro da Indústria e gerente financeiro no Banco Central de Hipotecas do Peru.

Em 1986, passou a atuar como pesquisador sênior e professor da Universidad del Pacífico, onde já trabalhava. Ainda no setor da educação, de 1994 a 1997 foi Chefe do Departamento da Economia da mesma instituição e, em 2003, foi Reitor da Faculdade de Economia por um breve período.

Já em 1990, Julio foi nomeado como um dos membros do Conselho de Governadores do Banco Central de Reserva, assim como assessor do Ministro das Finanças. Entre 1993 e 1999, ocupou cargos de direção no Instituto Nacional para a Defesa da Livre Concorrência e Proteção da Propriedade Intelectual e no Banco de Comércio.

Entre 2001 e 2003, Velarde Flores foi novamente membro do Conselho de Governadores do Banco Central de Reserva. Ainda em 2003, foi nomeado como Presidente Executivo do Fundo de Reserva da América Latina, cargo ocupado por ele até o ano de 2006.

Qual cargo Julio Velarde Flores ocupa atualmente?

Por ser associado ao Partido Popular Cristão (PPC), Julio Velarde Flores foi o chefe do comitê de planejamento do governo para a campanha presidencial de Lourdes Flores nas eleições de 2006. Mesmo com o seu partido perdendo a eleição, foi nomeado pelo governo para substituir Óscar Dancourt como Governador do Banco Central de Reserva. Foi eleito pelo Congresso em 7 de setembro de 2006 e, posteriormente, foi ratificado no cargo para exercer novos mandatos após as eleições de 2011, 2016 e 2020.

O Peru, atualmente, é considerado como um dos países com melhor desempenho econômico da América do Sul — mesmo que nas décadas passadas tenha passado por diversas turbulências nessa área. Durante a gestão de Júlio Velarde Flores, o país voltou a ter estabilidade e crescimento em relação ao dólar, o que se deu por conta do regime de metas de inflação adotado pelo Banco Central de Reserva.

É por todo o trabalho desenvolvido por toda a sua trajetória que Velarde Flores é considerado como um dos economistas peruanos mais poderosos da atualidade.

Termo do dia

Fundo Long & Short

O que são fundos Long & Short? Fundos Long and Short são fundos de investimento multimercado que executam operações com a compra e venda de dois…