termos

Ipea – Instituto de pesquisa econômica aplicada

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:19/12/2019 às 09:17 - Atualizado 2 anos atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é Ipea?

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) é uma fundação do governo federal brasileiro e é composto por diversas diretorias, que são destinadas a estudos de áreas específicas. A entidade desenvolve conteúdo a partir da análise de dados, debates públicos e eventos que possam contribuir para as ações do governo e para a implantação de políticas públicas.

O Ipea faz parte da estrutura da administração econômica do país e trabalha com a análise de três aspectos principais: social, político e econômico.

Para que serve o Ipea?

O instituto oferece suporte técnico e institucional para o governo a partir das pesquisas. Através de dados qualitativos, quantitativos e de eventos de avaliação de setores de nossa sociedade e economia, o Ipea dá indicativos de pontos a serem melhorados ou ações a serem replicadas.

As pesquisas são feitas em âmbito regional, nacional e internacional. Na prática, os dados dos estudos servem de embasamento para a implantação de políticas públicas ou demais ações nas diversas esferas do governo.

Por que o Instituto foi criado?

A missão do Ipea é de contribuir para o desenvolvimento de políticas públicas que promovam o crescimento do país e a melhora da qualidade de vida da população. Essa contribuição é feita através de dois eixos:

  • O conhecimento, por meio das pesquisas e demais materiais produzidos;
  • Pelo suporte às ações do governo e suas decisões estratégicas.

O instituto tem o objetivo de ser um agente cada vez mais influente na formulação das ações governamentais. A qualidade da equipe técnica e o temas abordados nas pesquisas têm a proposta de auxiliar o país no apontamento dos novos rumos para o desenvolvimento.

Como funciona o Ipea

O Ipea produz estudos e análises nos mais diversos formatos, que são disponibilizados publicamente e para os órgãos de imprensa. Estes dados servem de referência para setores do governo, entidades de classe, sistemas de ensino, empresas e para conhecimento da própria população.

Os materiais produzidos pelo Ipea são publicados em alguns formatos, como: livros, relatórios de dados, agendas de propostas, estudos de capacidade, avaliações de impacto, boletins e notas técnicas.

Além dos materiais, o instituto conta com o Apoio a Redes de Pesquisa (Proredes), que tem o objetivo de promover o trabalho conjunto entre instituições e setores associados a pesquisadores, planejamento e estatística.

Estrutura

O Ipea se divide em sete diretorias, abaixo da presidência, e tratam de estudos para setores específicos, a partir dos quais são elaborada as pesquisas. São elas:

  • Diretoria de Estudos e Relações Econômicas e Políticas Internacionais (Dinte);
  • Diretoria de Estudos e Políticas Macroeconômicas (Dimac);
  • Diretoria de Desenvolvimento Institucional (Dides);
  • Diretoria de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais (Dirur);
  • Diretoria de Estudos e Políticas Setoriais de Inovação e Infraestrutura (Diset);
  • Diretoria de Estudos e Políticas do Estado, das Instituições e da Democracia (Diest);
  • Diretoria de Estudos e Políticas Sociais (Disoc).

O Ipea oferece alguns canais de servem como ferramenta, pelas quais pode-se fazer consultas e extrair informações específicas.

No caso do Ipea Data, por exemplo, há dados econômicos e financeiros, regiões geográficas para análise de contexto social e ambiental, além de indicadores de distribuição de renda, educação, saúde e pobreza, entre outros.

Além do Ipea Data, outras ferramentas são: Atlas da Vulnerabilidade Social, Extrator de Dados, IpeaGEO e Repositório do Conhecimento do Ipea.

Sobre o autor
Equipe Mais RetornoA Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!