Última modificação em 12 de março de 2021

O que é Índice Geral do Mercado Imobiliário - Comercial (IGMI-C B3)?

O Índice Geral do Mercado Imobiliário - Comercial (IGMI-C B3) é um indicador utilizado para mostrar qual foi a valorização e quais foram os rendimentos gerados por um imóvel comercial em um certo intervalo de tempo.

Esse índice foi criado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), sendo muito importante para o investidor de renda variável, em especial para aquele que investe nos fundos imobiliários.

Isso porque o IGMI-C B3 permite que os investidores façam uma avaliação mais completa do mercado de fundos a partir da análise da valorização e rendimentos dos imóveis.

Assim, apoiados no indicador, os investidores podem tomar decisões melhor embasadas sobre onde alocar seu capital!

Quando tratamos de investimentos é sempre importante fazer uma análise objetiva de dados e índices para ter maior segurança no investimento - embora todo investimento traga consigo algum risco. O IGMI-C B3 possibilita isso no caso de fundos imobiliários.

Dada essa importância do índice para o mercado imobiliário, e consequentemente para os investidores dos fundos, a B3 é uma das grandes apoiadoras do mesmo.

Como calcular o Índice Geral do Mercado Imobiliário - Comercial (IGMI-C B3)?

O cálculo desse índice, ao contrário de outros que já conhecemos, é dado a partir de três fórmulas distintas e cada uma delas faz parte de sua composição.

A primeira fórmula é que compõe o IGMI-C B3 é a do retorno da renda no tempo:

RRt = ROLt/(Vt - 1 + It); onde RRt é o retorno da renda, ROLt é a receita operacional líquida, Vt é o valor avaliado e It é o investimento feito no imóvel - sejam melhorias ou reformas.

Há também o retorno do capital dado no tempo, obtido através da fórmula:

RCt = [(Vt - Vt - 1) - It + At]/(Vt - 1 + It); onde RCt é o retorno do capital e At são as alienações - sejam elas parciais ou totais). As demais variáveis são as mesmas consideradas no cálculo do retorno da renda.

Por fim, a terceira fórmula que compõe o cálculo desse índice é o total, cuja fórmula vem a
seguir:

Tt = RRt + RCt; onde Tt é o total, RRt é o retorno da renda e RCt é o retorno do Capital.

Quando ocorre a divulgação do índice, o investidor tem acesso ao resultado obtido por essas três fórmulas. Por isso o IGMI-C B3 é considerado bastante completo e permite uma análise igualmente completa.

O Índice Geral do Mercado Imobiliário - Comercial (IGMI-C B3) é um indexador?

Ao contrário de alguns outros, como o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o IGMI-C B3 não é um indexador.

Isso significa que não existe qualquer tipo de investimento que irá render de acordo com suas variações, embora ele seja um dado a ser analisado por investidores.

Além disso, não é possível investir em IGMI-C B3, pois ele é um indicador e não um ativo passível de negociação. Ainda assim, como já foi destacado anteriormente, tem grande relevância para aqueles que investem em renda variável.

Por meio da observação de séries históricas do índice, é possível identificar quais foram os momentos de maiores altas e baixas do mercado imobiliário, bem como suas tendências.

Isso permite que o investidor faça uma melhor administração de seus investimentos, em especial em fundos imobiliários.

Apesar desse indicador ser de grande relevância para os investidores, ele ainda se mostra importante para a avaliação macroeconômica do país: pelo fato de proporcionar a avaliação de altas e baixas do mercado imobiliário, permite aos economistas fazer uma análise macroeconômica bem fundamentada.

Tais análises feitas por economistas podem produzir estudos cujos resultados podem nortear as ações de governos e ministérios, impactando a economia brasileira de forma geral, uma vez que o setor imobiliário movimenta muito o capital interno.

Termo do dia

ISE – Índice de Sustentabilidade Empresarial

O que é ISE? O ISE – sigla correspondente a “Índice de Sustentabilidade Empresarial” – é um recurso utilizado para mensurar qual o nível de sustentabilidade que as…