Índice de Consumo (ICON)

Última modificação em 26 de Janeiro de 2021 às 12:20

O que é Índice de Consumo (ICON)?

O Índice de Consumo (ICON) é utilizado para indicar o desempenho médio das ações negociadas no setor de consumo - cíclico ou não - e de saúde.

Ou seja, esse índice é responsável por avaliar a cotação e nível de relevância que as ações do setor de consumo apresentam no mercado, de acordo com todas as empresas desse segmento que esteja devidamente regulamentadas na Bolsa de Valores

Antes de falarmos um pouco mais sobre o índice, é importante que você entenda sobre o que se trata esse setor de consumo:

As empresas cíclicas são aquelas mais sensíveis as possíveis variações da economia. Considerando que uma hora está em alta, outra em baixa - às vezes há crise, às vezes não - algumas dessas companhias podem ser prejudicadas ou favorecidas.

As produtoras de commodities, por exemplo, são consideradas empresas cíclicas, pois o preço final do produto costuma ser fixado pelo mercado - a margem varia muito. Construtoras e varejos também dependem da macro e microeconomia do país, pois a empregabilidade e renda da população influencia diretamente nas suas atividades.

As características de uma empresa cíclica são: alta volatilidade, podem dar grandes lucros quando a economia está numa fase positiva, ou grandes prejuízos quando está na fase negativa. Além disso, as ações disponíveis na B3 são complicadas de lidar, justamente por conta dessa instabilidade.

Já as empresas não cíclicas são pouquíssimo afetadas pelos ciclos econômicos. No geral, mesmo em cenários adversos, continuam dando lucro e crescendo, como o setor financeiro - composto por bancos e seguradoras - e o setor elétrico - composto por geradoras e transmissoras.

Mesmo em períodos de crise, a população na deixa de consumir esses serviços - diferente de um varejo, por exemplo. Alguns dos itens não cíclicos de mais destaque são os de necessidade básica, produtos essenciais ou que causam alguma dependência, água, saneamento, telefonia e outros.

Por fim, temos as empresas voltadas para a área da saúde, seja elas públicas ou privadas. A depender da especialidade, pode se considerar cíclica ou não, mas normalmente, é o tipo de serviço que a população está sempre consumindo independente do ciclo econômico do país.

Como o Índice de Consumo (ICON) funciona?

Conforme falamos anteriormente, esse índice mensura o desempenho das ações desse setor específico.

Portanto, qualquer empresa que forneça algum serviço de consumo para a população - e esteja devidamente regulamentada na Bolsa de Valores - terá suas cotações avaliadas pelo ICON. A exceção se abre apenas para as companhias que estiverem sobre processo jurídico.

Os critérios de análise do Índice de Consumo (ICON), bem como de qualquer outro índice da B3, estão previstos no Manual de Definições e Procedimentos dos Índices.

Quais são as empresas que compõem a carteira do Índice de Consumo (ICON)?

Até o momento (2020), o Índice de Consumo é composto pelas seguintes instituições: AMBEV,  Lojas Marisa, AREZZO, MINERVA, BK BRASIL, BRF, B2W Digital, C&A, Centauro, Carrefour, CVC, Intermédica, Hering, JBS, Lojas Americanas, Lojas Renner, MRV, Grupo Natura, ODONTOPREV, QUALICORP, Ser Educa, Localiza, Tenda e muitas outras.

Se você perceber, há segmentos de todos os tipos listados aí - desde cíclicos à não cíclicos, conforme abordamos anteriormente - unidos no ICON pelo fato de proporcionarem algum serviço de consumo para a população.

Como o Índice de Consumo (ICON) pode ser consultado?

O Índice de Consumo (ICON) pode ser consultado de maneira bem simples, pela plataforma da própria Bolsa de Valores.

Ao entrar na página da B3, você vai se deparar com uma aba específica para índices no canto superior direito. O ICON se encontra na modalidade "setorial", junto com outros índices específicos.

Glossário de Finanças e Investimentos

Pesquise a(s) palavra(s) navegando pelo alfabeto abaixo