Logo Mais Retorno
termos

Floating

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:13/05/2020 às 14:59 -
Atualizado 2 anos atrás
Compartilhe:

O que é floating?

Floating é uma palavra inglesa originada do verbo float, que significa flutuar. No mercado financeiro, esse é um termo muito empregado para diferentes situações, principalmente para bancos.

Ao longo do texto, vamos explorar algumas das definições e termos que você pode encontrar relacionado ao floating. Em um contexto geral, em finanças ele representa uma variação.

O que é float bancário?

Você já percebeu que alguns formatos de pagamento não são imediatos? Um bom exemplo disso é o cheque. Mesmo que você receba o papel com um valor para depositar imediatamente, existe um prazo de processamento.

Com os boletos bancários esse processo é semelhante: o pagamento pode ser feito na data de hoje, mas o dinheiro demorará alguns dias úteis para cair na conta de quem deve recebê-lo.

Esse cenário não é mero acaso, mas uma estratégia das instituições bancárias que se chama de float. Aqui, o conceito é justamente que o dinheiro fica "flutuando" até que a transferência seja, de fato, realizada.

Os bancos faziam isso com maior frequência no passado. Hoje em dia, a prática vem sendo reduzida, embora ainda seja presente. Para saber se o seu banco pratica float, verifique os prazos de pagamentos de cada método — quanto mais extensos, maior a probabilidade de uso desta prática.

Por que os bancos usam de float?

O que os bancos ganham ao executar o float com os recursos dos seus clientes? O que qualquer pessoa pode esperar de uma instituição financeira: dinheiro.

Como o capital não é transferido automaticamente no mesmo momento durante um processo de floating, os bancos podem aproveitar esse dinheiro "flutuando" para rentabilizá-lo, aumentando os ganhos que, naturalmente, não são compartilhados com os correntistas.

Em alguns casos extremos, o float pode levar a um atraso que faça com que clientes precisam entrar no cheque especial. Essa cobrança é péssima para o correntista, mas ótima para o banco: representa ganhos com cobranças de altas taxas de juros.

Portanto, é extremamente importante que você esteja atento aos bancos e evite instituições que ofereçam prazos muito longos nas compensações das transações financeiras.

O que é free float?

Outro termo do mercado financeiro que tem sua origem no floating é free float. Esse é o conceito utilizado no mercado de capitais que faz referência ao conjunto de ações de uma empresa que estão livres para negociação. Isto é, não estão com o controlador da companhia.

Quanto maior esse índice, maior também a quantidade de ações disponíveis no mercado e, consequentemente, maior a sua liquidez na medida em que há mais papéis em circulação. O inverso também se aplica: reduzindo a liquidez do ativo, você encontrará maior volatilidade em razão da baixa disponibilidade para negociação.

O floating de ações também reflete diretamente no comportamento do seu preço, ditando o ritmo da flutuação natural de um ativo de renda variável.

O floating e o câmbio

Outro ativo que apresenta flutuação no seu valor é o câmbio. Aqui, estamos falando de moedas como real, euro ou dólar, por exemplo. Diariamente, os seus respectivos preços oscilam de acordo com o que acontece ao redor do mundo.

Essa flutuação de preços pode ser chamada de floating também. Existem diversas práticas de políticas monetárias que usam do termo também. Podemos citar como exemplo a "flutuação suja" (dirty floating, em tradução livre).

Outros conceitos financeiros de floating

Apesar do float bancário e do free float serem mais empregados, existem outros termos utilizados no mercado financeiro que utilizam do original floating. Destacamos dois deles como exemplo.

  • Floating Debit: remete às obrigações de curto prazo que passaram por um processo de renovação.
  • Floating-Rate Note: são instrumentos pós-fixados com taxas de juros flutuantes.
Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre

Inscreva-se em nossa newsletter