Última modificação em 13 de maio de 2021

O que é FITVM?

FITVM é uma abreviação para Fundo de Investimento de Títulos e Valores Mobiliários. É uma categoria de fundo que se destina a trabalhar com os ativos de renda variável no mercado financeiro.

Antigamente, esse grupo ainda era dividido em outras duas categorias: Fundo Mútuo de Investimento em Ações (FMIA) e Fundo Mútuo de Investimento em Ações – Carteira Livre (FMIA-CL). Atualmente, eles foram unidos no grupo de FITVM.

Assim como qualquer classe de ativo, o investidor deve se atentar às regras estabelecidas para o funcionamento da categoria, assim como os seus riscos, antes de investir.

Como funciona o FITVM?

Um fundo classificado como FITVM atua com boa parte do seu patrimônio no mercado de renda variável. Essa é a principal diferença em relação aos demais fundos.

No geral, ele funciona de forma muito similar, algo que inclui também a sua dinâmica. Isto é, a ideia de que seja uma espécie de "condomínio de investimentos", recebendo aportes dos seus cotistas, continua válida.

Com base no que é investido no fundo, um time de gestão recebe a autorização para alocar os recursos de maneira estratégia, podendo usar de ativos de risco (renda variável) no processo. Nem todos os fundos permitem essa abordagem, mas os FITVMs sim.

Quais são as vantagens do FITVM?

Por adicionar a renda variável dentro da sua estratégia, um Fundo de Investimento de Títulos e Valores Mobiliários tem maiores oportunidades para gerar lucro ao seu cotista.

Isso porque, como sabemos, estão justamente nesta modalidade as grandes oportunidades de lucro para os cotistas. Os ativos mais arriscados podem gerar perdas, mas também retornos acima da média.

Além disso, assim como ocorre em outros tipos de fundos de investimentos, um FITVM permite ao investidor delegar a alocação de capital a um time de gestão especializado. Desta forma, a terceirização do processo a profissionais pode ser uma vantagem considerável — em especial para aqueles que não desejam ficar acompanhando de perto o mercado financeiro.

Por fim, não podemos ignorar ainda o potencial de diversificação de um FITVM em relação a um fundo tradicional de renda fixa, por exemplo. Como ele pode atuar com renda variável, possui uma variedade de ativos muito maior, podendo explorá-los de acordo com o ambiente econômico do momento.

Quais são as desvantagens do FITVM?

Assim como oferece uma clara vantagem ao FITVM, o ambiente da renda variável também pode trazer alguns desafios aos seus cotistas. E o investidor deve estar ciente desses riscos antes mesmo de investir.

Em primeiro lugar, de uma maneira um tanto quanto óbvia, um Fundo de Investimento de Títulos e Valores Mobiliários trabalha com ativos de maior risco, pertencentes ao universo da renda variável. Em outras palavras, o capital pode variar para os dois lados.

É claro que isso é bastante intuitivo, mas muitos investidores se esquecem de que o dinheiro pode se desvalorizar também, a depender do desempenho dos papéis escolhidos para composição da carteira. Olhar apenas para o potencial lucro do FITVM é um erro que você não deve cometer.

Além disso, especialmente em fundos da categoria que ofereçam uma estratégia mais complexa, as taxas cobradas pelo time de administração podem ser elevadas. É importante compará-las para verificar se estão de acordo ao que é praticado no mercado financeiro.

Vale a pena investir em um FITVM?

O Fundo de Investimento de Títulos e Valores Mobiliários é uma excelente oportunidade para aqueles investidores que buscam a valorização do seu capital por meio de retornos mais atrativos.

No entanto, para utilizar esse tipo de produto, esse investidor deve estar ciente dos riscos da renda variável. Além disso, é essencial que o FITVM se encaixe nos objetivos financeiros e no perfil de investidor para que a estratégia funcione.

Termo do dia

Propriedade Privada

O que é a propriedade privada? Propriedade privada é o nome dado à qualidade específica de um bem – a de ser posse de uma pessoa,…