termos

FAC – Fundo de Aplicação em Cotas

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:18/06/2021 às 09:36 - Atualizado 5 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é um FAC?

Um fundo de aplicação em cotas, chamado popularmente apenas pelas suas iniciais de FAC no mercado financeiro, é um tipo de fundo de investimentos que compra cotas de outros fundos.

Isso significa que, ao invés de investir o dinheiro dos seus cotistas em ativos diretamente, esse tipo de produto vai se responsabilizar por comprar cotas de outros fundos de investimentos. Portanto, temos o que chamamos de "fundos de fundos", os famosos FOFs (a sigla se origina no termo, em inglês, Fund of Funds).

Importante mencionar que, apesar da sua diversidade de fundos dentro da carteira, um FAC também deve ter em seu regulamento uma definição sobre qual categoria de ativos ele irá atrapalhar. E, seguindo normas da CVM, ao menos 95% do seu patrimônio deve estar alocado em cotas de fundos pertencentes a essa classe definida.

Como funciona um FAC?

Para o investidor, a dinâmica de um FAC pouco muda em relação aos fundos de investimentos tradicionais. Isto é, ele escolhe um produto, faz o seu aporte e transfere para o time de gestão desse fundo a tomada de decisão sobre os melhores ativos.

O que muda aqui é a forma pela qual os gestores vão selecionar os investimentos. Ao contrário de outros modelos, o aporte do capital não é feito diretamente nos ativos em questão, mas no trabalho de outros fundos da sua categoria.

Imagine, por exemplo, um fundo de ações. Neste caso, o gestor vai comprar ativos das companhias listadas na bolsa de valores. No caso de você buscar por um FAC de ações, não é isso que acontece. Esse produto, ao receber o seu investimento, vai buscar investir em outros fundos de ações que, por sua vez, farão a exposição nos papéis das empresas.

Quais são as vantagens do FAC?

A primeira vantagem de investir em um FAC ao invés de buscar um fundo que possui exposição direta ao ativo está na diversificação. Um fundo de aplicação em cotas, afinal, pode ter diferentes produtos em sua carteira. Assim, você não precisaria comprar cotas de mais de um produto do mesmo segmento.

Além disso, há também um benefício adicional que está na "dupla verificação" dos fundos. Você fará a sua análise para escolher um bom FAC e, por sua vez, os gestores desse fundo também vão trabalhar para escolher bons gestores na formulação da sua carteira.

Outro ponto muito positivo é que um FAC pode, em alguns casos, permitir ao investidor individual o acesso a produtos que não são compartilhados no varejo. Em outras palavras, pode ser que esse fundo seja estruturado para permitir que uma pessoa acesse outros fundos nos quais ela não poderia aportar seu capital diretamente.

Quais são as desvantagens do FAC?

Por outro lado, temos um problema que é o custo do FAC. Todo fundo de investimentos tem a sua cobrança de taxa de administração, que é um percentual aplicado sobre o patrimônio visando remunerar o time de gestão.

Quando um fundo investe em outro fundo de investimentos, você acaba recebendo uma cobrança dupla. Isto é, precisa pagar a taxa de administração do seu FAC e também a taxa cobrada pelos fundos nos quais ele investe o capital dos cotistas. É um ponto que não pode ser ignorado, pois inevitavelmente irá afetar a sua rentabilidade.

Ademais, o FAC sofre a aplicação do "come-cotas", que é o imposto retido na fonte durante os meses de maio e novembro. E, por fim, ainda oferece uma menor tomada de decisão ao seu cotista na medida em que ele não pode selecionar os fundos nos quais deseja investir — essa decisão cabe apenas ao time de gestão do produto.

Sobre o autor
Equipe Mais RetornoA Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre

Inscreva-se em nossa newsletter

Swap Simples

Swap Simples

O que é swap simples? O swap simples é uma operação financeira na qual as partes envolvidas trocam fluxos de caixa, com valor e prazo estabelecidos previamente....

  CONTINUAR LENDO