termos

Exportação

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:27/09/2021 às 08:03 - Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é exportação?

Exportação é a saída de bens ou serviços de um país para outro. 

Em 2020, os produtos mais exportados pelo Brasil foram a soja, os derivados do petróleo e o minério de ferro. No setor privado, os bens de consumo foram o destaque.

Algumas das vantagens das exportações são o aumento da produtividade, a possibilidade de diminuição da carga tributária e a redução na dependência de vendas internas.

Como funciona o processo de exportação?

Entrar no comércio exterior, em linhas gerais, é relativamente acessível. Qualquer pessoa física pode exportar, incluindo microempreendedores. 

O primeiro passo é fazer os registros, que são o Radar (Registro da Habilitação no Ambiente de Registro e Rastreamento da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros), o SISCOMEX (Sistema Integrado de Comércio Exterior) e o REI (Registro de Exportadores e de Importadores).

Depois, é entender que tipo de exportação será feita, se direta ou indireta.

A direta é quando o comércio ocorre para o importador no exterior, sem intermediários. Nesse caso, a empresa precisa criar um departamento completo de comércio exterior.

Na indireta, há uma empresa intermediadora.

Juntados os documentos e registros e planejado o fluxo — incluindo custos e questões tributárias — é interessante conhecer os incentivos fiscais (como o drawback). A parte dos tributos pode pesar muito nos custos da exportação.

Por fim, depois de enviado o produto, deve-se fazer o follow-up pós embarque para saber se a carga chegará ao destino final no prazo combinado.

Caso ocorra algum problema, é possível acionar o seguro internacional da carga, informar o cliente sobre a situação, solicitar liberação alfandegária etc.

Empresa comercial exportadora/importadora vs. trading company

Quem deseja exportar algo e não conhece um importador lá fora, pode contratar os serviços de dois tipos de empresas intermediadoras: a comercial exportadora (ECE) ou a trading company.

O primeiro tipo realiza a exportação ou compra os produtos do fabricantes para exportá-los, em seguida. O segundo, tem a mesma atribuição, porém tem o adicionar de ter o Certificado de Registro Especial, ou seja, é uma Sociedade Anônima e S/A e foi constituída por um capital social mínimo. 

Na prática, o mercado internacional costuma dar mais relevância às trading companies. Geralmente, elas detêm mais capital financeiro e oferecem mais segurança nas transações.

Qual o cenário das empresas de exportação no Brasil?

No setor privado, 19% das exportações ocorrem no setor de bens de consumo, como calçados, roupas, alimentos e artigos de higiene.

Se você deseja investir em exportadoras, estas são algumas das empresas que mais se destacam entre os países:

  • Alpargatas;
  • Grendene;
  • Melissa;
  • Marfrig;
  • Gerdau.

Lembre-se de que você pode se proteger da instabilidade do Real não só investindo em empresas estrangeiras, mas em exportadoras. 

Isso porque elas obtêm receitas em dólares, o que é uma proteção natural contra a alta do dólar. Se a moeda subir, a receita delas também sobe.

Quais os desafios envolvidos no setor de exportação?

Exportar, como já introduzimos, ajuda na independência das vendas, pode contribuir com um fôlego nas tributações, entre outros.

Porém, como você já viu, no fluxo básico para começar a exportar, não há um único órgão central que cuide de tudo, como ocorre nos outros países.

O empresário precisa ter vários registros, cuidar dos impostos, contratar intermediadoras etc. Essa burocracia, certamente, é um dos maiores desafios. 

Outro problema é a estrutura precária dos portos brasileiros, que aumenta sobremaneira os custos de transporte. 

Mais um gargalo é a morosidade dos processos alfandegários. A análise e liberação dos produtos atrasa muitas operações e desafia as empresas que buscam manter a satisfação dos clientes e o seu lucro. 

Por isso, se você deseja investir em companhias do setor da exportação, é interessante ficar atento a esses detalhes — especialmente em momentos de crise.

Sobre o autor
Equipe Mais RetornoA Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre
Alfa de Jensen

Alfa de Jensen

O que é Alfa de Jensen? Alfa de Jensen, ou simplesmente Alfa, é uma medida utilizada para determinar qual foi o excedente sobre o resultado estimado...

  CONTINUAR LENDO
Mais termos relacionados: