Última modificação em 23 de fevereiro de 2021

O que são as edtechs?

Edtechs são nomeadas graças à junção das palavras em Inglês: “education” (educação) e “technology” (tecnologia). Na prática, são empresas do mercado de educação que usam a inovação para otimizar e modernizar a atividade e os produtos oferecidos neste segmento.

É possível que conceitos semelhantes já estejam claros na sua cabeça - como é o caso das fintechs, que atuam diretamente no mercado financeiro, e as insuretechs, que fornecem tecnologia e inovação para seguradoras e outras companhias do mercado de seguros. Ambas estão mexendo com as empresas mais tradicionais e o surgimento das edtechs não faz diferente.

O setor de educação não é lá uma grande novidade. Há séculos instituições, ainda que de forma primitiva, fornecem algum tipo formação aos cidadãos de uma sociedade - inclusive, adequando os ensinamentos ao que aquela sociedade valoriza.

Não é essa a novidade: o que as edtechs conseguiram, e estão conseguindo, é fornecer ferramentas e abordagens disruptivas que favorecem a educação neste século, para pessoas enfrentarem o contexto globalizado e de constante mudança que as envolvem. Além disso, muitos encaram as edtechs como determinantes para negócios educativos mais efetivos, seja no âmbito público, seja no âmbito privado.

Controle seus investimentos

Baixe agora nossa planilha exclusiva!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Como as edtechs funcionam?

Para entendem as edtechs, vale a pena voltar às fintechs - às quais você pode estar mais acostumado, considerando que elas já bombam no mercado financeiro há um bom tempo.

No nosso artigo completão sobre o assunto aqui no Glossário Financeiro, que você pode conferir na íntegra clicando aqui, nós descrevemos as seguintes características como parte do universo das fintechs:

As fintechs atuam como startups clássicas.

Focadas na atuação digital, essas empresas desenvolvem soluções se aproveitando de problemas que as empresas tradicionais (como os bancos, por exemplo) se mostram incapazes de resolver, em relação tanto às pessoas físicas quanto às jurídicas.

Entre os motivos para essa “incapacidade” pode-se citar a burocracia já instalada em grandes negócios, o posicionamento de mercado confortável e a dificuldade em se situar diante das mudanças velozes deste tempo.

As fintechs, entretanto, identificam a defasagem e se concentram em preenchê-las, criando novas referências no mercado financeiro e estabelecendo novas estruturas de serviços.

Entre algumas das principais soluções oferecidas pelas fintechs, pode-se citar as contas bancárias digitais, os empréstimos online e a gestão financeira específica para companhias.

Pensando no mercado da educação, não temos bancos, mas o modelo tradicional de ensino - que até 2019 ainda era fortemente concentrado no ensino presencial e no uso de ferramentas arcaicas, muito aquém do nível de digitalização do mundo ao seu redor. 

Já as principais soluções oferecidas pelas edtechs dizem respeito à aprendizagem imersiva, big data, gamificação e, claro, e-learning.

Quais são as principais edtechs do Brasil?

O Brasil, acredite se quiser, ainda é considerado um "bebê" quando se trata de edtechs, especialmente se comparado com mercados mais desenvolvidos nesse segmento. Contudo, diversas empresas estão surgindo e já ocupam posições de destaque. 

Segundo o portal da Conta Azul, algumas das principais startups desse tipo no Brasil são: Descomplica (que fornece cursos de média duração focadas em vestibulares e concursos, além de ensino superior em algumas áreas), Witseed (focada na produção de conteúdo audiovisual educativo para empresas, no modelo B2B) e a Niduu (que oferece treinamentos gamificados para colaboradores de organizações).

Mas por que as fintechs importam, você pode se questionar. A verdade é que a tecnologia no setor da educação tem o poder não apenas de tornar esses negócios mais efetivos e acessíveis, como também interfere na sua lucratividade e alcance, um ponto importante de se analisar na hora de considerar abrir um negócio na área ou mesmo investir em um negócio já existente.

Termo do dia

Extinção de Contrato de Seguro

O que é Extinção de Contrato de Seguro? A extinção de contrato de seguro, como o próprio nome sugere, se trata da finalização pactual realizada entre…