Última modificação em 4 de dezembro de 2020

O que é dropshipping?

O termo dropshipping é formado pela junção das palavras drop e shipping e pode ser traduzido como remessa. Ao aplicar essa estratégia, uma loja virtual deixa a cargo de outras empresas os serviços de entrega e o estoque de produtos. 

A maior diferença entre o dropshipping e o modelo de varejo convencional é que no primeiro modelo a empresa que efetuou a venda não conta com o produto vendido no seu estoque. Em vez disso, a empresa compra o estoque de um terceiro — geralmente um atacadista ou um grande fabricante — para atender aos pedidos.

Isso quer dizer que quando um cliente compra de um e-commerce que utiliza o dropshipping, o fornecedor será responsável por enviar o produto ao cliente em nome da loja virtual, que garantirá o lucro obtido com a diferença entre o preço de venda e o valor cobrado pelo parceiro de negócios.

Essa técnica pode parecer novidade, no entanto, canais de televisão e estações de rádio já usam essa estratégia de vendas há muitos anos ao permitir que os clientes comprem produtos pelo telefone. Nesse caso, a entrega e o armazenamento ficava a cargo da empresa anunciante.

Muitas lojas virtuais se destacam no mercado ao recorrer ao dropshipping - é o caso da Wayfair, uma das maiores lojas de comércio virtual do mundo. Isso sem falar das empresas chinesas que vendem seus produtos por meio de plataformas como o eBay e o AliExpress há anos.

Quais as vantagens do Dropshpping?

Graças ao dropshipping, empresas como a Amazon e o Mercado Livre vendem produtos armazenados na empresa de terceiros e, assim, garantem que outras empresas lucrem e se mantenham vivas no mercado. Claro, essa estratégia oferece muitos atrativos, entre elas podemos citar:

Não exige que empreendedor tenha um grande capital

Ao usar essa estratégia uma loja virtual não precisa comprar um estoque gigantesco antes de começar a operar.

Já o fornecedor elimina diversos aspectos que podem gerar gastos extras como a manutenção do e-commerce ou a criação de uma estratégia de marketing que garanta que a marca se torne mais conhecida dos consumidores. 

Permite abrir uma loja online mais rapidamente

Ao eliminar a necessidade de manter grandes quantidades de produtos em estoque e a necessidade de apoio logístico, o processo de vendas se torna muito mais simples.

Afinal de contas, ao optar pelo dropshipping o empreendedor só precisará cuidar da estratégia de marketing para garantir que a sua loja atraia mais e mais vendas.

É fácil de escalar o negócio

Para garantir que uma empresa dobre ou triplique de tamanho é preciso que o investimento cresça na mesma proporção.

Já as organizações que optam pelo dropshipping não exigem somas tão consideráveis — isso acontece porque mesmo que o negócio cresça muito rapidamente o estoque e a logística ficarão a cargo dos fornecedores. Caso seja necessário, bastará que a empresa contrate novos parceiros de negócios.

Permite que o cliente tenha acesso a uma boa variedade de produtos

Como os produtos vendidos não precisam ser armazenados na empresa é possível oferecer aos clientes produtos de nicho e edições exclusivas, o que permitirá testar novos mercados e criar diferentes estratégias para atrair o consumidor.

Elimina problemas regionais

Algumas regiões têm muitos problemas logísticos ou, ainda pior, não contam com armazéns disponíveis para locação. Nesse caso, o dropshipping é a solução ideal para que os produtos cheguem rapidamente ao cliente sem problemas ou custos adicionais.

Termo do dia

Stock Picking

Stock picking consiste na técnica de adquirir ações de empresas que se valorizarão acima da média do mercado. Entenda!