Última modificação em 12 de maio de 2021

O que é dívida total?

A dívida total é um cálculo que soma os passivos de uma empresa ou as suas dívidas, que podem ser caracterizadas como de curto ou de longo prazo. Com ela, os gestores de um negócio podem olhar para o balanço com o intuito de calcular o índice de endividamento e tomar decisões mais certeiras baseadas nas opções de empréstimos futuros.

Geralmente, pode existir mais de um significado para uma dívida total dentro de uma empresa. Ela pode se referir aos empréstimos formais por escrito e aos títulos que ainda precisam ser pagos ou aos passivos totais, como títulos, contas não pagas e impostos.

Saber o significado da dívida total nos contextos citados anteriormente é extremamente importante em qualquer cenário. Isso porque essa noção permite que esse cálculo seja utilizado da forma mais eficaz possível.

Quais tipos de passivos são incluídos na dívida total?

Na definição mais comum de dívida total, são incluídos todos os passivos de uma empresa na equação. Eles, então, são divididos em os que precisam ser pagos em curto prazo e os que serão liquidados a longo prazo.

As dívidas de curto prazo são aquelas que precisam ser pagas o mais rápido possível ou, no máximo, em um período de 12 meses. Entre elas, é possível citar:

Já as dívidas de longo prazo pode ser qualquer tipo de empréstimo que uma empresa tenha recebido para manter as suas operações que o pagamento ultrapasse o período de 12 meses. Entre elas, estão:

O que é uma dívida de curto prazo sobre dívida total?

Esse indicador tem um conceito bastante simples de ser entendido. Ele mostra qual é o percentual do endividamento de uma empresa que vencerá no curto prazo — ou seja, em um ano — em relação ao endividamento total da instituição.

É importante, porém, que os negócios alonguem os seus compromissos pelo maior tempo que for possível. Dessa forma, as operações poderão prosseguir de uma forma mais confortável e a empresa fica mais livre para gerar um caixa maior com o passar dos anos para pagar o seu endividamento.

Qual a diferença entre dívida total e liability?

Uma liability, nesse caso, seria como uma “categoria pai” e a dívida total como uma das suas subcategorias. O cálculo do primeiro inclui o segundo como um de seus componentes, mas o contrário nunca acontece.

Mesmo que, à primeira vista, pareçam ser a mesma coisa, são duas categorias distintas. Em um balanço patrimonial, por exemplo, são classificados separadamente. Isso porque stakeholders externos — como acionistas e investidores — olham tanto para a liability quanto para o endividamento total do negócio antes de tomar qualquer decisão.

Uma dívida é considerada como parte da liability, ou do passivo, mas existem diversos outros componentes que também são incluídos nessa categoria. A dívida total, no entanto, é considerada como um dos componentes mais significativos do passivo total.

Como calcular a dívida total?

Uma das formas mais simples de calcular a dívida total de uma empresa é ao observar a sua fórmula de dívida líquida. Ela usa a seguinte equação:

Dívida líquida = (dívidas de curto prazo = dívida de longo prazo) - (caixa + equivalentes de caixa)

Para chegar ao resultado da dívida total, é preciso somar as dívidas de curto e longo prazo. Para calcular a dívida líquida, é só adicionar a quantidade de dinheiro disponível nas contas bancárias da empresa e quaisquer equivalentes de caixa que possam ser liquidados em dinheiro. Depois disso, é só subtrair a parcela em dinheiro do total das dívidas.

Termo do dia

Extinção de Contrato de Seguro

O que é Extinção de Contrato de Seguro? A extinção de contrato de seguro, como o próprio nome sugere, se trata da finalização pactual realizada entre…