termos

Consumer Confidence

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:14/06/2021 às 03:10 - Atualizado 4 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é Consumer Confidence?

A expressão Consumer Confidence, que em português significa “confiança do consumidor”, trata-se de um índice atrelado as métricas de crédito. Nos Estados Unidos, refere-se ao índice cuja finalidade é mostrar o nível de confiança do consumidor estadunidense em relação à economia do país.

No Brasil, esse índice tem por objetivo observar os hábitos dos consumidores brasileiros —que impactam diretamente sua percepção —, sobretudo no que diz respeito às expectativas relacionadas à própria sua situação econômica e a do país, em médio e longo prazos.

Diferentemente do que acontece nos EUA, o Brasil costuma realizar esse levantamento a cada dois meses. Já no país norte-americano, esse levantamento e análise de desempenho pode ser percebido mensalmente.

Como funciona o Índice de Confiança do Consumidor?

Também conhecido pela sigla ICC, esse índice trabalha com a geração de dados que apontam a intenção do brasileiro economicamente ativo em adquirir bens, sua capacidade de consumir, contrapondo-se a de poupar, além de observar as mudanças nos preços praticados pelo comércio em geral.

Para se chegar a uma conclusão sobre os sentimentos de confiança ou de desconfiança do consumidor brasileiro, portanto, são estabelecidos indicadores que, tendo como base o nível 100, variam entre “pessimismo” e “otimismo”. Quanto mais acima de 100 os índices estiverem, maior é o nível de otimismo. Logo, quanto mais baixo indicarem os marcadores, mais pessimista estará o mercado.

Como são coletados os dados do Consumer Confidence?

Outros fatores importantes nesse processo de coleta e organização dos dados gerados para as pesquisas dizem respeito às características dos participantes que são analisados, os quais, inclusive, sempre são maiores de 18 anos.

Eles são divididos, de forma rigorosa, de acordo com os critérios a seguir:

Sexo

São levadas em consideração as diferenças comportamentais entre homens e mulheres, que, como se sabe, variam de diversas formas, desde as práticas de consumo até as formas de expressão.

Faixa etária

A idade do consumidor pode influenciar, por exemplo, no poder de compra, para mais ou para menos, já que geralmente os mais jovens ainda buscam ascensão quanto a sua condição econômica.

Escolaridade

Levam-se em consideração pesquisas que comprovam que o aumento do poder aquisitivo está, muitas vezes, ligado ao aumento do nível de escolaridade.

Renda

Os quesitos, sobretudo os ligados a renda, podem ser considerados individualmente ou mesmo em termos de renda familiar.

Quais são as vantagens da Consumer Confidence?

Para os setores de comércio, indústria, construção civil, entre outros, os números revelados pelo ICC são extremamente importantes, já que a venda e produção realizadas nessas áreas dependem do quanto o consumidor se sente seguro para comprar.

Fazer grandes investimentos em compras de imóveis, por exemplo, realizar financiamentos a longo prazo, trocar de carro, tudo isso, de acordo com o que se espera, são atitudes que vão ocorrer de forma quase natural à medida que o setor econômico do país se mostre consistente, confiável e seguro.

Em outras palavras, saber exatamente as tendências de comportamento do consumidor pode ser um balizador das estratégias traçadas pelas organizações na hora de angariar seus clientes e concretizar uma venda. Para quem precisa atrair compradores, a matemática é bastante simples: se o indivíduo se sente otimista com os rumos econômicos nos próximos meses, ele tende a consumir; caso contrário, poupar passa a ser uma cautela necessária, até surgir novos fatores capazes de mostrar horizontes mais positivos.

As empresas, portanto, veem nos índices de Consumer Confidence algo em que se apoiar no momento em que precisam estabelecer suas metas, elaborar estratégias, investir em crescimento ou mesmo cortar gastos quando preciso. Assim, graças a essa relação e observação mútua entre as organizações e os consumidores, é que a engrenagem econômica do país se mantém em pleno funcionamento.

Sobre o autor
Equipe Mais RetornoA Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!