termos

Combustíveis fósseis

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:01/12/2021 às 15:51 - Atualizado 2 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que são combustíveis fósseis?

Você já ouviu falar sobre os combustíveis fósseis? Embora não seja um termo tão popular e corriqueiro, esse conceito engloba uma série de fontes energéticas extremamente relevantes para a economia global.

Os combustíveis fósseis são aqueles originados pelos resíduos de seres vivos (plantas ou animais) que, por conta de uma decomposição mais lenta, acabam por se manter nas camadas da crosta terrestre.

Assim, ao sofrerem com o processo de queima, permitem a produção de uma fonte energética. Essas energias possuem a característica de não serem renováveis.

Quais são as principais fontes de combustíveis fósseis?

Como veremos na sequência, ainda que o termo "combustíveis fósseis" não seja muito empregado no nosso cotidiano, ele representa um conjunto de fontes energéticas bem populares.

Abaixo, vamos apresentar as mais conhecidas. Vamos lá!

Petróleo

O caso mais conhecido de combustível fóssil é o petróleo. Ele representa um mercado extremamente relevante do ponto de vista financeiro e é encontrado nas camadas profundas do oceano, onde fica localizado.

No Brasil, existem diversas empresas que trabalham com a extração desse tipo de combustível fóssil. Pensando na bolsa de valores, podemos mencionar Petrobrás e PetroRio, por exemplo.

Um dos grandes aspectos atrativos do petróleo é a sua variedade de aplicação. Por meio dessa extração, podem-se formular diversos produtos com aplicabilidade prática na rotina das pessoas. É o caso da gasolina, utilizada para abastecimento de veículos, mas também da produção de plástico, produção de óleos ou até alguns medicamentos.

Não por acaso, esse produto é constantemente foco de discussões e disputas globais. Além disso, a mercadoria possui uma precificação mundial (em dólares) que impacta diretamente as empresas exploradoras desse combustível fóssil.

A política sobre a commodity é tão forte que há até um bloco comercial específico: a OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo). Formada por atualmente treze países, tem a Arábia Saudita como um dos principais líderes e afeta diretamente a precificação da mercadoria em todo planeta.

Gás natural

O segundo tipo de combustível fóssil mais popular é o gás natural. Encontrado em jazidas petrolíferas, essa matéria-prima é composta essencialmente por metano. Possui diversas aplicabilidade práticas como fabricação de plásticos e também o uso como um combustível alternativo para gasolina e álcool.

Em teoria, oferece um impacto menor ao meio ambiente se comparado com outros tipos de combustíveis fósseis. Contudo, por outro lado, também é responsável por uma maior dificuldade de transporte e estocagem em função do seu estado gasoso.

Carvão mineral

Por fim, o terceiro exemplo comum de combustível fóssil é o carvão mineral. Composto por boa parte de carbono, ele é encontrado principalmente no processo de fossilização da madeira.

Pode ser encontrado também em variações da sua versão mineral e é mais um caso entre os combustíveis fósseis a oferecer riscos para o meio ambiente. Vamos falar um pouco mais sobre eles.

Quais são os riscos dos combustíveis fósseis?

Os combustíveis fósseis são constantemente objetos de debate sobre os prejuízos e impactos que geram ao meio ambiente. E isso acontece em função de dois riscos principais.

O primeiro deles é a forma pela qual são extraídos. Como os processos não são simples, exigindo a combustão, acabam contribuindo negativamente para a redução do aquecimento global. Nesse processo, afinal, são emitidos diversos gases poluentes.

Além disso, conforme adiantamos anteriormente, esses combustíveis fósseis também compõem um grupo de fontes energéticas não renováveis. Isso significa que são finitas e, portanto, devem ser usadas de maneira estratégica.

Finalmente, podemos mencionar ainda espaços que precisam ser desmatados para manter o estoque das commodities. É o caso dos grandes gasodutos necessários para o armazenamento e o transporte do gás natural.

Sobre o autor
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Monoinquilino

Monoinquilino

Você já ouviu falar de monoinquilino ou fundo mono? Neste artigo você entenderá o que é e se vale a pena investir nele!

  CONTINUAR LENDO