Última modificação em 18 de maio de 2021

O que é CCCB?

CCCB é uma sigla para Certificado de Cédula de Crédito Bancário, que se trata de um título de renda fixa emitido pelas instituições financeiras com lastro na Cédula de Crédito Bancário (CCB).

E o que seria essa Cédula de Crédito Bancário que atua como garantia no produto do CCCB? Trata-se de um título de crédito que é emitido em favor das instituições financeiras.

Na prática, esse produto funciona como uma garantia na medida em que atua como uma promessa de pagamento. É uma prática muito comum em empréstimos e financiamentos, quando bancos ou pares concedem capital para empresas ou pessoas físicas em troca da cobrança de taxa de juros em data futura.

Quando nesse tipo de operação há um conjunto de CCBs, nós temos a formação de um Certificado de Cédulas de Crédito Bancário, justamente o que é representado pela sigla CCCB.

Como funciona o CCCB?

Para a emissão de uma Cédula de Crédito Bancário (e, consequentemente, também um requisito para a formação de um CCCB), é necessário que sejam definidas algumas informações.

Esse tipo de formalização é muito importante no mercado financeiro, que é um setor muito regulado e exige que exista transparência entre as partes envolvidas.

Em resumo, essas são algumas das informações que constam na emissão de uma Cédula de Crédito Bancário:

Quais são as características do CCCB?

Além de ser extremamente útil para atuar como garantia de operações para as instituições financeiras, o Certificado de Cédula de Crédito Bancário possui algumas características bem particulares.

A primeira delas está no formato da operação. A CCCB, como vimos, é usada pelas instituições financeiras com base nas CCBs dos seus empréstimos. O título formato pelo Certificado de Cédula de Crédito Bancário, portanto, é exclusivo para investidores institucionais.

Em resumo, esses investidores institucionais, por meio do CCCB, conseguem comprar o fluxo de pagamentos de pessoas que devem aos bancos. Quando assumem a dívida, eles é quem passam a ser os credores do cliente final. Isso significa que é um documento transferível.

Além disso, importante mencionar que o documento pode ser assinado de forma digital. No atual contexto da sociedade moderna, esse é um fator interessante para acelerar o processo e reduzir a burocracia.

Por fim, vale esclarecer que, em essência, o CCCB é composto por CCBs que, por sua vez, são títulos de renda fixa. Portanto, o formato de remuneração segue os formatos tradicionais como taxa prefixada ou taxa pós-fixada, acompanhando indexadores (Taxa Selic, Taxa DI ou algum índice de inflação, por exemplo).

O CCCB pode ser usado em operações com bancos internacionais?

Para responder a esta pergunta, precisamos mais uma vez retornar o foco para a Cédula de Crédito Bancário (CCB), que é o título responsável pela composição do Certificado de Cédula de Crédito Bancário (CCCB).

O fato é que a CCB pode sim ser internacional. Ou seja, é permitido que o documento seja emitido em favor de bancos que atuem fora do Brasil. Esse cenário traz uma melhora nos custos operacionais pelo aumento de instituições financeiras disponíveis. O pagamento pode ocorrer em reais ou na moeda original do banco utilizado.

Termo do dia

Black & Scholes

O que é Black & Scholes Os economistas Fischer Black e Myron Scholes foram os responsáveis pelo modelo de precificação de opções conhecido como Black &…