termos

Bull steepening

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:04/05/2021 às 08:10 - Atualizado 6 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é bull steepening?

Um bull steepening é uma mudança na curva de rendimentos causada por uma queda mais rápida das taxas de juros de curto prazo do que das de prazo mais longo. O resultado desse fenômeno é um spread mais alto entre ambas as taxas.

Um bull steepening acontece quando é esperado que os órgãos responsáveis reduzam as taxas de juros. Toda essa expectativa faz com que os consumidores e investidores fiquem otimistas com a economia e com os preços na bolsa de valores no curto prazo.

À medida em que a diferença entre as taxas de juros de curto e longo prazo aumenta, o investidor deve ter um retorno maior de lucro com os títulos de curto prazo adquiridos do que perder com os títulos de longo prazo que venderam a descoberto.

Como o bull steepening e a curva de rendimentos funcionam?

A curva de rendimentos, já citada anteriormente, é um gráfico que representa os rendimentos dos títulos de qualidade semelhante em relação aos seus vencimentos — que podem variar do mais curto ao mais longo. Ela mostra em detalhes os rendimentos de títulos que tenham maturidade que varia de 3 meses a 30 anos.

Em um ambiente em que as taxas de juros são consideradas como normais, a curva se inclina para cima e vai da esquerda para a direita. Esse movimento mostra que os títulos que têm vencimento de curto prazo oferecem rendimentos mais baixos que os títulos com vencimentos de longo prazo.

A ponta dessa curva com base nas taxas de juros de curto prazo é definida pelas expectativas do mercado e aumenta quando é esperado que as taxas aumentem e diminua quando se espera que as taxas sejam reduzidas. A extremidade mais longa da curva de rendimentos, por sua vez, é influenciada por diversos fatores, como crescimento econômico, investidores institucionais que negociam grandes blocos de títulos de renda fixa, perspectiva de inflação e oferta e demanda dos investidores.

Qual é a diferença entre bull steepening e bear steepening?

Uma curva de rendimentos de inclinação pode apresentar tanto um bear steepening quanto um bull steepening. O primeiro caso geralmente acontece quando as taxas de juros dos títulos de longo prazo começam a subir mais rápido do que as taxas de prazos menores, o que leva a um aumento da diferença entre os dois rendimentos.

Nesses casos, todas as alterações nas taxas de longo prazo têm um efeito muito maior na curva de rendimentos do que as alterações que acontecem nas taxas de curto prazo no mesmo período.

Já um bull steepening é caracterizado por taxas de curto prazo que começam a cair de forma mais rápida do que as de longo prazo, o que também aumenta a diferença entre ambos os rendimentos. Quando a curva de juros fica mais inclinada, significa que o spread mais alto é causado pelas taxas de curto prazo, não pelas taxas com prazo maior. Quando os rendimentos de 2 anos caem a uma taxa bem mais rápida do que os rendimentos de 10 anos, por exemplo, o fenômeno de uma curva de bull steepening acontece.

O que a curva de investimentos pode dizer a investidores?

Os investidores sempre tendem a perceber a forma da curva de rendimentos como um sinal de crescimento econômico que pode acontecer no futuro. Normalmente, ela sempre chega à maior inclinação depois que acontece uma recessão ou quando as taxas de fundos federais são reduzidas como forma de estimular a atividade econômica.

Por outro lado, a mesma curva pode perder a sua inclinação ao longo do ciclo de negócios enquanto os órgãos responsáveis elevam as mesmas taxas para conter a inflação. Isso, automaticamente, eleva as taxas de juros de curto prazo como resultado.

Sobre o autor
Equipe Mais RetornoA Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!