Última modificação em 8 de março de 2021

O que é Box?

O mercado de opções geralmente não apresenta grande interesse ao público brasileiro, que é historicamente mais conservador com o seu dinheiro. No entanto, a estratégia do Box pode fazer com que você modifique os seus conceitos.

Em tese, uma das razões pelas quais existe um certo conservadorismo no país está no próprio histórico. Com altas taxas de juros ao longo do tempo, a renda fixa já oferecia retornos muito atrativos aos nossos investidores.

No entanto, a estratégia do Box no mercado de opções visa muito mais reproduzir um novo formato de renda fixa do que realmente explorar as características da renda variável. É o que vamos entender no artigo de hoje.

Como funciona o Box?

O Box é uma técnica de aplicação no mercado de opções, que é uma alternativa para investir com derivativos. Isso significa que você pode investir em um ativo-objeto sem necessariamente comprá-lo diretamente.

Isso permite vantagens interessantes, a começar por um menor custo operacional. É possível aproveitar a variação de preços de um ativo-objeto sem desembolsar pela sua compra. Isso vale para ações, índices, commodities, entre outros.

Para essas operações, existem duas possibilidades de investimento:

Vale observar que, em tese, são operações de alto risco. No entanto, costumam ser empregadas com o intuito de proteção de outro investimento, justamente por conceder um direito (e não uma obrigação) ao investidor. E a estratégia do Box utilizará desses dois formatos.

Como aplicar o Box no mercado de opções?

A estratégia do Box no mercado de opções é aplicada atuando nas duas pontas de operações. Isto é, você vai trabalhar ao mesmo tempo com opções de compra (Call) e venda (Put).

Deste modo, temos um cenário em que os ganhos são limitados. Isso pode soar como ruim, mas é justamente o que garante a proteção sobre o capital utilizado na aplicação da técnica. Ou seja, um cenário parecido com o que temos na renda fixa.

Existem ainda variações da prática do Box no mercado financeiro. Hoje, vamos conhecer o Box de 4 pontas, que é a versão mais popular e conhecida.

Box de 4 pontas

O Box de 4 pontas recebe este nome em função da execução estratégica que consiste em quatro posições diferentes. Em primeiro lugar, você irá comprar uma Call em um preço de exercício menor do que em relação ao ativo objeto. Em paralelo, também fará a venda de uma Call com preço acima do preço do ativo-objeto.

A mesma prática será realizada com a Put. Você terá, ao mesmo tempo, a compra de uma opção de venda por um preço acima do ativo-objeto e, simultaneamente, a venda de uma opção de compra abaixo do preço do ativo-objeto.

Com essas posições, você tem quatro operações abertas em simultâneo. É por isso que a estratégia se chama de Box de 4 pontas. Neste tipo de estratégia, você terá um lucro garantido. No entanto, ele é limitado justamente pelas posições antagônicas no mercado de opções.

Em relação aos pontos negativos, nós podemos mencionar a aplicação do Imposto de Renda sobre os ganhos, assim como a dificuldade de aplicação da estratégia em função da baixa liquidez. O mercado de opções, afinal, ainda está longe de ser explorado em massa pelos brasileiros.

Termo do dia

Fundo Long & Short

O que são fundos Long & Short? Fundos Long and Short são fundos de investimento multimercado que executam operações com a compra e venda de dois…