termos

B50 (NTN-B 2050)

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:18/03/2021 às 03:22 - Atualizado 10 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é B50?

O código B50 pode parecer até um palpite de batalha naval, mas é uma abreviação para um dos formatos de títulos públicos disponíveis atualmente: a NTN-B com vencimento para 2050.

Para entender melhor o conceito que envolve esse ativo, precisamos primeiramente passar pelo formato desse tipo de investimento de renda fixa, algo que começa por lembrar que os títulos públicos são aqueles oferecidos pelo governo.

Assim, essa é uma forma de captação de recursos para atividades como pagamento de funcionários e fornecedores, investimentos em infraestrutura, entre outras finalidades.

Na prática, é como se o investidor estivesse "emprestando" o seu dinheiro ao governo. Em troca, como é comum nas relações dentro do mercado financeiro, espera-se uma remuneração de juros pelo período.

O que é uma NTN-B?

Dentro dos títulos públicos, você encontrará também três modelos de rentabilidade para os investimentos. São eles:

  • Taxa de juros: oferece uma remuneração atrelada ao desempenho da Taxa Selic;
  • Inflação: oferece uma remuneração atrelada ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), um indicador inflacionário. Possui também um acréscimo (prêmio) ao investidor;
  • Prefixada: por fim, há ainda a possibilidade de acordar uma taxa de juros fixa para o rendimento do investimento.

A NTN é uma abreviação para Notas do Tesouro Nacional. Esse é o nome dado ao título público que utiliza de um indexador de inflação para o cálculo de remuneração dos investimentos — que, como vimos, é o IPCA. Assim, ele também é popularmente conhecido como "Tesouro IPCA".

Além disso, há uma divisão entre dois formatos principais da NTN:

  • NTN-B Principal: é o formato tradicional do título, em que o pagamento dos juros e a devolução do investimento inicial ocorrem em uma determinada data de vencimento;
  • NTN-B: já o outro formato do Tesouro IPCA oferece o pagamento semestral de juros (chamado tecnicamente de cupom). Ou seja, ainda que possua uma data de vencimento final, o fluxo de caixa é liberado aos poucos, a cada seis meses.

Como funciona a B50?

Muito bem, agora você já sabe o que é uma NTN-B, podemos focar na compreensão do funcionamento da B50, que nada mais é do que a versão do título cujo vencimento oferecido está no ano de 2050.

Neste caso, é o que chamamos de "juros longos" no mercado de renda fixa. Isto é, o investimento é feito hoje, mas o vencimento ainda está muito distante.

Também por conta deste cenário, os investidores costumam optar pela NTN-B com pagamento de cupom. Assim, o dinheiro não fica "preso" por tanto tempo até que seja remunerado.

Quais as vantagens e riscos da B50?

Uma vez que o seu vencimento ocorre apenas em 2050, a B50 traz um cenário em que há um aumento significativo da incerteza sobre o ambiente econômico brasileiro.

Por aqui, já é difícil entender o que esperar dois próximos três ou cinco anos, imagine então cravar o desempenho do país durante mais de 20 anos. Essa incerteza, contudo, não necessariamente é uma desvantagem.

Como risco e retorno caminham de maneira proporcional, a NTN-B com vencimento em 2050 acaba por oferecer melhores condições de remuneração. E pode se tornar atrativo, especialmente em momentos de baixa na taxa de juros.

Além disso, como característica dos títulos indexados à inflação, é uma oportunidade de preservar o seu poder de compra no longo prazo.

Como investir na B50?

Caso tenha se interessado por esse título público, a B50, assim como outros formatos de ativos emitidos pelo governo, podem ser facilmente acessados e negociados pela plataforma do Tesouro Direto, criada?pelo governo para atender ao investidor individual.

Além disso, claro, você tem acesso aos ativos por meio das corretoras de valores, que atuam como intermediários entre os emissores de títulos de renda fixa e os investidores.

Sobre o autor
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre