André Esteves

Última modificação em 17 de Junho de 2021 às 12:49

Quem é André Esteves?

André Esteves é o nome do empresário brasileiro conhecido como um dos gestores-fundador do banco BTG Pactual. 

Nascido no Rio de Janeiro em 1968, André Santos Esteves manteve um padrão de vida simples até que começasse sua carreira no Banco Pactual. Prestes a se formar em Ciência da Computação e Matemática pela Universidade Federal do Rio de janeiro (UFRJ), ingressou no programa de estágios da instituição financeira aos 21 anos de idade.

André começou sua carreira como analista de sistemas e apenas 4 anos depois, em 1993, já havia se tornado sócio da companhia!

Como André Esteves conquistou notoriedade no mercado financeiro?

A performance de André Esteves nos negócios da instituição financeira fizeram do carioca um bilionário. O desenvolvimento do Banco Pactual era simultâneo ao desenvolvimento do empresário.

Em 2006, o renomado banco suíço UBS - fruto da fusão entre as instituições Union de Banques Suisses e Société de Banque Suisse - anunciou o interesse de compra do Banco Pactual. A proposta foi aceita e a instituição passou a ser chamada de UBS Pactual.

Na época, André estava a frente de todas as atividade envolvidas na operação na transição da companhia. Em 2007, mudou-se para a Londres e assumiu o cargo de chefe global de renda fixa, atuando em unidades internacionais da nova instituição financeira

Em busca de constante evolução profissional e independência financeira, André deixou o UBS Pactual no ano seguinte para fundar a própria empresa. Junto com um grupo de sócios, criou a BTG Investments, com a qual obteve muito sucesso e percebeu que poderia ir mais além: comprar a companhia ao qual trabalhara por tantos anos.

A aquisição foi efetivada em 2009 por US$2,5 bilhões e um novo banco surgia a partir daquele momento, o BTG Pactual. Sem dúvidas, a trajetória do empresário é muito inspiradora: de estagiário a gestor-fundador da própria instituição!

O BTG Pactual foi considerado o maior banco privado do Brasil, responsável por oferecer serviços de assessoria, renda variável, empréstimos, financiamentos, administração de fundos, debt underwriting, asset management, wealth management, entre outros.

A instituição já realizou, inclusive, a compra de outras companhias, tais como a TTG Brasil Investimentos Florestais e o banco suíço BSI, além de expandir os negócios a níveis internacionais através de licença bancária para atuar no Chile.

Como CEO do BTG Pactual, André Esteves foi responsável por garantir que sua empresa possuísse mais de R$ 300 bilhões em ativos e patrimônio, além de 245 sócios e quase 4 mil funcionários distribuídos entre as unidades da companhia. Entretanto, um episódio inesperado fez que com que o carioca renunciasse seu cargo temporariamente.

Em novembro de 2015 André Esteves foi preso sob acusação de obstruir investigações da Polícia Federal. A prisão foi decretada temporária, convertida para preventiva ainda no mesmo mês. Em dezembro, o empresário deixou a penitenciária para cumprir prisão domiciliar.

Em abril de 2016, a prisão domiciliar foi revogada e Esteves ficou impedido de apenas de viajar para o exterior. Mais de um ano depois, o Ministério Público Federal absolveu o caso sob alegação de que não haviam provas concretas das acusações realizadas contra o empresário.

Para não perder o vínculo com o BTG Pactual, passou a atuar como conselheiro estratégico e apoiador do desenvolvimentos das operações bancárias. Quando os problemas com a justiça já estavam resolvidos, André retomou o controle da empresa.

Além das atividades a frente da instituição bancária, André Esteves também apoia outras causas e instituições, tais como a Universidade de São Paulo (USP), o Hospital do Câncer de Barretos, o Museu de Arte de São Paulo, a organização Conservation International e faz doações regulares a Harvard Business School em prol da residência de estudantes estrangeiros.

Glossário de Finanças e Investimentos

Pesquise a(s) palavra(s) navegando pelo alfabeto abaixo