Última modificação em 25 de março de 2021

O que é alocação tática?

A alocação tática é uma das formas que temos atualmente para fazer a gestão de uma carteira de investimentos. Ela é recomendada para investidores mais experientes, que vão se utilizar do cenário econômico para traçar as suas estratégias.

Vale lembrar que o mercado financeiro possui uma enorme variedade de ativos para investirmos. Neste contexto, é essencial criar alguma forma de selecionar os produtos de acordo com os objetivos financeiros.

É para essa finalidade que existe o processo de alocação de ativos. Isto é, uma forma que temos para selecionar os produtos de acordo com filtros e critérios estabelecidos para um determinado horizonte temporal.

Como funciona a alocação tática?

Em resumo, a alocação tática consiste na divisão do seu patrimônio entre investimentos de longo prazo, assim como outras estratégias de seleção de ativos, mas separando uma parte do capital para investimentos de curto ou médio prazo.

O objetivo aqui está em aproveitar eventuais oportunidades de mercado que possibilitem um incremento de rentabilidade. Um exemplo disso é o cenário de crise, em que o ambiente financeiro se desvaloriza fortemente.

Um investidor de longo prazo acaba exposto a esse tipo de situação e pode aproveitar para comprar ativos desvalorizados pelo mercado. No entanto, dificilmente ele sai da sua estratégia original.

Não é o que acontece na alocação tática. A parcela do patrimônio para operações de curto prazo permite que o investir fuja um pouco ao seu plano estratégico original para aproveitar essas oportunidades.

Quais são as vantagens da alocação tática?

A grande vantagem da alocação tática, que é justamente o seu diferencial no processo de seleção de ativos, é permitir a maximização do lucro de acordo com o cenário econômico.

Veja que, ao contrário do que pode parecer inicialmente, não significa que o investidor não tenha um plano estratégico, mas sim que ele possua flexibilidade para algumas operações de curto prazo. Caso elas sejam bem sucedidas, naturalmente que a alocação tática permite um incremento de rentabilidade em relação às demais estratégias.

Outro ponto positivo é que ela é mais ativa do que planos recomendados para o investidor iniciante. Assim, de acordo com o andamento do próprio mercado financeiro, o investidor pode mudar o seu posicionamento, atuando nos mercados em que há maior assimetria e potencial de lucratividade.

Quais são as desvantagens da alocação tática?

Se o potencial de rentabilidade de uma carteira é maior usando da estratégia da alocação tática, é preciso dizer que esse é um processo muito mais complexo de seleção de ativos e exige bom conhecimento de mercado por parte do investidor. Assim, a primeira desvantagem é que não é qualquer pessoa que pode utilizar desse recurso para montar a sua carteira.

Outro ponto de risco é que, por vezes, o investidor pode acabar se empolgando com as oportunidades de curto prazo e fugir demais do seu plano estratégico de longo prazo. Assim, a confusão entre as estratégias pode ser mais um desafio para a alocação tática.

Há ainda um problema adicional que consiste na instabilidade do mercado financeiro. Essas assimetrias de curto prazo costumam aparecer em momentos de alta volatilidade, algo que dificulta a identificação do melhor ponto de entrada de uma operação (market timing).

Vale a pena usar a alocação tática?

Se você ainda é um investidor iniciante e está conhecendo agora as oportunidades do mercado financeiro, a alocação tática não é a ideal. Como vimos, a identificação de oportunidades de curto prazo exige maior experiência.

Por outro lado, caso possua um perfil de investidor adequado para esse tipo de abordagem, a alocação tática permite explorar todas as condições do mercado financeiro (inclusive em períodos de baixa), oferecendo ótimo potencial de retorno para a sua carteira.

Termo do dia

ISE – Índice de Sustentabilidade Empresarial

O que é ISE? O ISE – sigla correspondente a “Índice de Sustentabilidade Empresarial” – é um recurso utilizado para mensurar qual o nível de sustentabilidade que as…