Última modificação em 22 de fevereiro de 2021

O que é Alavancagem Financeira?

A alavancagem financeira é uma estratégia de investimento utilizada tanto por empresas quanto por investidores no mercado de ações, com intuito de maximizar seus ganhos por meio de endividamento.

No nosso dia a dia, as alavancas são instrumentos capazes de multiplicar a força aplicada, de modo a facilitar nossa vida, certo?

O macaco utilizado para a troca de pneu, por exemplo, ou um simples alicate são exemplos de alavancas que nos auxiliam a realizar ações que dificilmente conseguiríamos sozinhos!

No que diz respeito ao mercado financeiro o processo é muito semelhante, afinal, aumentar renda e lucro é o objetivo de todo investidor e empresário.

Como a Alavancagem Financeira funciona?

Entenda a alavancagem financeira como uma espécie de empréstimo. Ele é oferecido pelas corretoras ou bancos, para empresas ou investidores da B3.

Ao receber esse empréstimo o investidor ou empresário deverá aplica-lo de modo a aumentar a rentabilidade de uma ação ou o lucro do seu negócio.

Vamos exemplificar: imagine que você seja um investidor e tenha R$ 50 mil para aplicar em ações de qualquer cunho. Sua corretora poderá te oferecer um empréstimo para alavancagem financeira em cima desse valor que você já tem!

Vamos supor que ela ofereça um limite de 10 vezes o valor inicial. Isso significa que você terá uma disponibilidade de R$ 500 mil para alavancar seus investimentos na Bolsa de Valores.

Nesse exemplo, imagine que após aplicar os R$ 500 mil em um ativo ele tenha uma valorização 1,5%. Seu rendimento será em cima dos R$ 500 mil aplicados, ou seja, será de R$ 7.500 - um valor bem maior do que os R$ 750,00 se você tivesse aplicado apenas os R$ 50 mil iniciais.

Acontece que, da mesma maneira que os seus rendimentos podem aumentar a partir da valorização do ativo, você também está sujeito a sofrer um prejuízo caso ele seja desvalorizado na mesma proporção.

Afinal de contas, a desvalorização será em cima dos R$ 500 mil, e não dos R$ 50 mil!

No mercado de ações a principal utilização da alavancagem financeira é no day trade- compra e venda de ações no mesmo dia. Essa estratégia exige conhecimento elevado do mercado financeiro e monitoramento constante dos preços das ações.

Um outro exemplo de alavancagem financeira é no meio empresarial. Imagine um restaurante com uma crescente demanda de clientes.

Para dar conta de toda a demanda, o empresário decide expandir sua produção aumentando o espaço físico, comprando novos equipamentos para a cozinha, entre outras estratégias. Para isso, ele poderá recorrer a uma corretora/banco para captar recursos necessários para a expansão do seu restaurante.

Ou seja, fará uma dívida e, se tudo der certo, terá um retorno financeiro. Mas se por algum motivo a estratégia de alavancagem financeira não funcionar, ele herdará um belo prejuízo.

Isso porque a alavancagem financeira nada mais é do que a utilização de recursos externos para aumentar seus lucros, mas com a possibilidade de ter prejuízos caso o ativo ou o negócio não mostrem retorno.

Trata-se de uma estratégia de risco alto, por isso é mais indicada para investidores e empresários que tenham experiência e conhecimento no mercado.

Quem deve e quem não deve realizar uma Alavancagem Financeira?

Conforme dissemos acima, a alavancagem financeira é naturalmente uma operação de risco.

Existe a possibilidade de faturar muito, mas também a chance de perder muito. Nesse caso, o perfil do investidor ou da empresa alavancada deve ser baseada em experiência, análise e gerenciamento de riscos e conhecimento de como o mercado funciona.

Ou seja, para o investidor iniciante ou o empresário que abriu seu negócio recentemente a alavancagem financeira não é recomendada, afinal de contas, o risco de prejuízo supera o de benefício.

Termo do dia

Carrier

O que é carrier? Carrier é a designação para uma pessoa ou empresa que transporta outras pessoas ou mercadorias. Geralmente, se anuncia como disponível para fazer…