Empresa

A rede Pague Menos registrou lucro líquido ajustado de R$ 71,6 milhões no segundo trimestre deste ano. O resultado representou alta de 683,2% na base anual, ante os R$ 9,1 milhões obtidos em 2020.

Foto: Pague Menos/Divulgação
Lucro líquido ajustado da Pague Menos no segundo trimestre foi sete vezes maior do que o obtido no mesmo período de 2020 - Foto: Pague Menos/Divulgação

A empresa somou receita líquida de R$ 1,89 bilhão, aumento de 20% sobre o montante do segundo trimestre do ano anterior. Já a receita bruta contabilizou volume recorde de R$ 2 bilhões, avanço de 20,6% sobre os resultados da mesma base comparativa de 2020.

Segundo a companhia, o resultado foi impulsionado pelo reajuste nos preços dos medicamentos e pela base de comparação mais fraca no mesmo período de 2020.

O Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 192,3 milhões no período, alta de 37,7% sobre a base anual. Já a margem Ebtida subiu 1,1% - 9,4% - sobre o mesmo período de 2020.

Vendas

De acordo com o balanço da companhia divulgados aos acionistas na noite da véspera, a rede registrou alta de 9,1% no tíquete médio dos consumidores – de R$ 69,52, no segundo trimestre de 2020, para R$ 75,83.

A elevação no valor, segundo a Pague Menos, foi 6,9% decorrente da inflação de preços e 2,2% em função de alterações no mix de produtos vendidos e da quantidade de itens por tíquete.

A venda média por loja subiu de R$ 506 milhões, no segundo trimestre de 2020 para R$ 616 milhões no mesmo período deste ano.

Segundo a Pague Menos, a performance positiva de vendas é resultado da melhoria de indicadores operacionais, com destaque para a redução de 40% do índice de ruptura de estoques, do incremento no sortimento de itens vendidos de 6,6%, além do crescimento do seu hub de Saúde.

Despesas

As despesas com vendas ficaram em R$ 380,1 milhões, representando 18,7% da receita bruta – retração de 0,1 ponto percentual na base anual.

Já as despesas gerais e administrativas, por outro lado, foram de R$ 58 milhões, representando 2,8% da receita bruta da Pague Menos, ante 2,5% no mesmo período de 2020.

Imagem do autor

Repórter do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Veja mais Ver mais