Empresa

A Nestlé decidiu comprar as principais marcas da norte-americana Bountiful, fabricante de vitaminas, pelo valor de US$ 5,75 bilhões, excluindo as dívidas, informou a empresa nesta sexta-feira, 30.

A aquisição faz parte de um esforço da companhia para aumentar a sua liderança em produtos nutricionais, em meio ao crescimento da demanda e das preocupações com o reforço de imunidade, em razão da pandemia do novo coronavírus.

Foto: Dirk Guldner
Produção da Nestlé na Alemanha - Foto: Dirk Guldner

A gigante suíça de alimentos disse que o negócio inclui vitaminas, minerais e marcas de suplementos, como a Nature's Bounty, Osteo Bi-Flex e Puritan's Pride, mas deixa de fora as marcas de esportes e nutrição.

As vendas das marcas adquiridas somaram US$ 1,87 bilhão nos últimos 12 meses encerrados em 31 de março, disse a Nestlé. A transação foi avaliada com base no caixa livre e sem dívidas, de acordo com a empresa.

A Nestlé acrescentou que sua margem de lucro operacional pode ser prejudicada por custos de integração pontuais em 2021, mas deve aumentar acima da média em 2024. Fonte: Dow Jones Newswires.

Para o banco ING, operação pode ser negativa para Nestlé

A compra da norte-americana Bountiful, fabricante de suplementos nutricionais, pela Nestlé pode oferecer efeitos negativos para os títulos da gigante francesa de alimentos, avalia o ING.

Crescimento no 1º trimestre

A receita bruta da Nestlé avançou 7,7% no primeiro trimestre desse ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, chegando a 21,1 bilhões de francos suíços - cerca de US$ 23,01 bilhões - ante 20,81 bilhões de francos suíços obtidos no primeiro trimestre de 2020.

Os resultados superaram as expectativas dos analistas, que esperavam receita de 20,16 bilhões de francos suíços. /com Agência Estado

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais