Empresa

A Natura e Avon, que integram o grupo Natura&Co, iniciaram testes técnicos para a realização de entrega de seus produtos por meio de drones. Segundo o grupo, com a nova tecnologia as marcas buscam melhorar a experiência de entrega para as consultoras e representantes.

Foto: Envato
Além de agilidade, testes com drones para entregas tem como intuito ajudar na redução de gases de efeito estufa da Natura&Co - Foto: Envato

Além disso, dado que a tecnologia de drone não gera emissões de gases de efeito estufa, o projeto contribuirá para alcançar a meta do grupo de atingir zero emissões líquidas de carbono até 2030 para suas quatro marcas: Avon, Natura, The Body Shop e Aesop.

Para dar vida ao projeto, o grupo firmou parceria com a startup brasileira Speedbird Aero, primeira empresa a receber o CAVE (Certificado de Autorização de Voo Experimental) pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), no ano passado.

A Natura&Co já encaminhou o pedido de autorização para a Anac para a execução do projeto piloto de entrega em condições reais, que será feito em um raio de até 200 km já no primeiro trimestre de 2022.

De acordo com o grupo, a operação buscará realizar as entregas de forma ágil e segura em locais mais afastados ou de difícil acesso.

 A iniciativa está sendo implementada por Natura &Co por meio do Natura Startups, programa que reforça a atuação da companhia no ecossistema de inovação e empreendedorismo para o desenvolvimento de soluções e serviços disruptivos.

Lá fora

A tecnologia de drone para fazer entregas de produtos de primeira necessidade e de bens de consumo já é uma realidade em diversas partes do mundo, como Ruanda e Gana, onde os drones permitem distribuir doações de sangue.

Em países como Finlândia, Islândia, Suíça, China, Japão e Estados Unidos, drones estão sendo utilizados para entregas de varejo, alimentos e medicamentos.

"Buscamos constantemente soluções de vanguarda que aprimorem as experiências das nossas consultoras, representantes e clientes com os produtos das nossas marcas. A logística por meio dos drones irá habilitar rotas de entrega em tempos muito curtos, com baixo custo e baixo impacto ambiental", afirma Leonardo Romano, diretor de Supply Chain e Inovação Logística de Natura &Co.

Imagem do autor

Repórter do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais