Empresa

A Lojas Renner informou nesta sexta-feira, 20, por meio de comunicado, que as equipes continuam trabalhando para restabelecer o e-commerce em breve após o ataque cibernético sofrido no dia anterior, que retirou os sistemas do ar.

Mensagem disponível no site de e-commerce da Lojas Renner após o ataque - Foto: Reprodução

A empresa destaca que todas as lojas físicas continuam abertas e operando, em atualização do comunicado divulgado anteriormente. Afirma ainda que os principais bancos de dados permanecem preservados.

No documento, a empresa diz que continua atuando de forma diligente para mitigar os efeitos causados. "As equipes permanecem mobilizadas, executando o plano de proteção e recuperação, com todos seus protocolos de controle e segurança e trabalhando para restabelecer todas as operações da companhia".

No comunicado lançado ontem, a Lojas Renner ressaltou que faz uso de tecnologias e padrões rígidos de segurança, e que continuará aprimorando sua infraestrutura para incorporar cada vez mais protocolos de proteção de dados e sistemas.

Ataque

Na véspera, a rede varejista sofreu um ataque cibernético em seu sistema, o que provocou indisponibilidade em parte de seus sistemas e operação. De acordo com a empresa, sua equipe acionou prontamente os protocolos de controle e segurança para bloquear o ataque e minimizar eventuais impactos.

"Neste momento, a companhia atua de forma diligente e com foco para mitigar os efeitos causados, com a maior parte das operações já restabelecidas e tendo sido verificado que os principais bancos de dados permanecem preservados", apontou a companhia no dia anterior. Segundo a Renner, nenhuma loja física teve atividades interrompidas.

Resultados

A invasão no sistema da Renner ocorre no mesmo mês em que a empresa comunicou a obtenção de um lucro líquido 76,4% no segundo trimestre ante o mesmo período de 2020, somando R$ 193,1 milhões.

No entanto, um ano atrás a empresa teve uma recuperação de crédito fiscal relacionado ao PIS e a Cofins, o que se trata de um ganho não recorrente. / com Agência Estado

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais