Outros

A JBS reportou lucro líquido de R$ 2 bilhões no primeiro trimestre de 2021, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira, 12, em seu balanço. A companhia havia registrado prejuízo de R$ 5,933 bilhões no mesmo período do ano passado.

JBS anuncia pagamento de R$ 2,5 bilhões em dividendos
A JBS teve receita de R$289 bilhões nos últimos 12 meses

O salto de performance é resultado de receita líquida recorde, de R$ 75,3 bilhões, avanço de 33,2% na comparação com os três primeiros meses de 2020, quando o valor foi de R$ 56,5 bilhões. Todas as unidades de negócios da empresa cresceram no período e contribuíram com a expansão. O mercado doméstico corresponde a 75% das vendas globais e o exterior, a 25%.

Nos últimos 12 meses a receita atingiu R$289 bilhões (US$53,4 bilhões), um recorde impulsionado pela depreciação cambial do período.   

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) ajustado foi de R$ 6,9 bilhões, 75,8% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado. Na margem, houve crescimento de 9,1%. JBS USA Pork, JBS USA Beef e PPC, divisões da empresa voltadas ao comércio exterior, se destacaram, com crescimento de 212,6%, 148,5% e 68,8% no EBITDA (IFRS e reais). 

O fluxo de caixa das atividades operacionais variou negativamente em R$629,4 milhões e ficou em R$3,5 bilhões, devido ao pagamento dos acordos com o DOJ e Antitruste no valor de  R$1,1 bilhão. O primeiro trimestre concentra pagamentos a fornecedores e recomposição de estoques, que pesam no resultado de caixa.

A soma dos caixa de R$10,3 bilhões da JBS com as linhas de crédito rotativas de  US$1,8 bilhão de que dispõe a JBS USA totaliza R$20,8 bilhões, valor mais de três vezes superior à dívida de curto prazo da empresa. 

A dívida líquida atingiu R$57,2 ao fim de março deste ano, devido ao fato de estar lastreada no dólar, que desvalorizou frente ao real no fim do trimestre. Nos termos da moeda americana, o valor de US$11 bilhões no para US$10 bilhões em relação ao mesmo período de 2020. 

Imagem do autor

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Outros
Economia
Empresa
Empresa
Veja mais Ver mais