Empresa

A Itaúsa apresentou lucro líquido de R$ 3,514 bilhões no segundo trimestre deste ano, alta de 487,1% em relação ao mesmo período de 2020. O lucro líquido recorrente foi de R$ 2,855 bilhões, avanço de 99%.

itaúsa
Sede da Itaúsa em São Paulo | Foto: Divulgação

O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) sobre o PL Médio atingiu 19,5% no primeiro semestre, aumento de 13,5 pontos porcentuais na comparação anual. O ROE recorrente, por sua vez, foi de 17,9%, crescimento de 8,5 pontos porcentuais.

O ativo total da holding somou R$ 69,423 bilhões no trimestre, 22,8% superior ao do mesmo período do ano passado. O patrimônio líquido fechou junho em R$ 61,112 bilhões, 15,5% maior do que em igual intervalo de 2020.

O setor financeiro teve desempenho total de R$ 2,743 bilhões, avanço de 93% em relação ao segundo trimestre de 2020. O setor não financeiro da Itaúsa somou R$ 225 milhões, alta de 281% em relação ao mesmo intervalo de 2020.

A companhia registrou crescimento de 1.715% no endividamento líquido em seu balanço patrimonial, atingindo R$ 3,867 bilhão.

O resultado financeiro foi de R$ 19 milhões de despesas, aumento de 138% em comparação ao segundo trimestre do ano passado, principalmente devido de maiores despesas com juros de debêntures, parcialmente compensado pela maior rentabilidade do caixa, dada a maior taxa básica de juros.

As despesas administrativas totalizaram R$ 33 milhões no segundo trimestre, alta de 38% em relação ao mesmo período do ano anterior, principalmente em função da reversão pontual de provisões relacionada a projetos de Novos Negócios ocorrida no segundo trimestre de 2020, o que beneficiou o resultado do trimestre. / Agência Estado

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais