Empresa

Após desistir da sua oferta de ações, com investidores pressionando para baixar o preço da ação em sua oferta inicial, a Infracommerce voltou atrás e precificou o papel em R$ 16, movimentando R$ 870 milhões em sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), com esforços restritos.

A oferta consistiu na emissão primária de 54.375.000 ações ordinárias, podendo ser acrescida de lote suplementar de 8.156.250 papéis em até 30 dias.

E-commerce - Foto: Envato

O capital social da Infracommerce passa a ser de R$ 942.129.936. As ações da empresa passam a ser negociadas na B3 nesta terça-feira, dia 4, com o código IFCM3.

Fundada no Brasil, a empresa de soluções digitais para e-commerce atualmente conta com operações em alguns dos principais países da América Latina e mais de 1200 profissionais. É responsável pelos e-commerces de marcas como Ambev, Armani Exchange, Nike, Mondelez e Unilever.

No ano passado, a companhia teve prejuízo de R$ 2,312 milhões, melhorando o resultado em relação às perdas de R$ 7,888 milhões de 2019.

O Ebitda da companhia somou R$ 20,793 milhões, quase 2,4 vezes maior que em 2019. A receita líquida cresceu mais de 70%, chegando a R$ 235,933 milhões.

A companhia é uma investida da Iguatemi, dentro do seu programa de investimento em venture capital e segundo cálculos da XP, pode destravar valor para a empresa de shopping entre 6% e 7%.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais