Logo Mais Retorno
Tecnologia
Empresa

Gestora Elliott, de Paul Singer, assume participação multibilionária na Salesforce

Elliott, de Paul Singer, arrecadou um recorde de US$ 13 bilhões no ano passado

Data de publicação:23/01/2023 às 18:39 -
Atualizado 4 dias atrás
Compartilhe:

A Elliott Investment Management assumiu uma participação substancial na Salesforce Inc., fazendo sua mudança após demissões e um profundo colapso das ações na gigante do software empresarial.

A Elliott, que frequentemente pressiona por mudanças estratégicas e busca representação no conselho, assumiu uma participação multibilionária na empresa, de acordo com uma fonte que falou à Bloomberg. A empresa de São Francisco tinha uma capitalização de mercado de US$ 151 bilhões no fechamento de sexta-feira, abaixo do pico de mais de US$ 300 bilhões em 2021.

tecnologia
O fundo Elliott está envolvido nas pressões por mudanças em empresas de tecnologia como a  Salesforce | Foto: Reprodução

“A Salesforce é uma das empresas de software mais proeminentes do mundo e, tendo seguido a empresa por quase duas décadas, desenvolvemos um profundo respeito por Marc Benioff e pelo que ele construiu”, disse Jesse Cohn, sócio-gerente da Elliott em um comunicado.

“Estamos ansiosos para trabalhar de forma construtiva com a Salesforce para obter o valor condizente com uma empresa de sua estatura”, completa.

Benioff é presidente e codiretor executivo da Salesforce. A declaração de Elliott não divulgou detalhes de seu investimento, que foi relatado pela primeira vez pelo The Wall Street Journal. A Salesforce se recusou a comentar. A Elliott, de Paul Singer, arrecadou um recorde de US$ 13 bilhões no ano passado.

A gestora, que tem estado envolvida na pressão por mudanças em empresas de tecnologia que vão desde Paypal Holdings Inc., Pinterest Inc. até Western Digital Corp., é o segundo investidor proeminente nos últimos meses a entrar no mercado de ações. Em outubro, a Starboard Value assumiu uma participação e disse que a empresa tinha problemas para traduzir crescimento em lucratividade.

A Salesforce disse no início deste mês que cortaria cerca de 10% de sua força de trabalho e reduziria suas propriedades imobiliárias, depois de contratar muitas pessoas durante a pandemia de Covid-19, à medida que a demanda aumentava. A empresa, que tinha cerca de 80.000 funcionários na época, disse que estava se ajustando a gastos mais cautelosos dos clientes.

A Salesforce quase triplicou sua força de trabalho nos quatro anos anteriores, em grande parte por meio de dezenas de aquisições, incluindo a compra do Slack em 2021 por US$ 27,7 bilhões. De janeiro de 2020 até o final de outubro do ano passado, o quadro de funcionários cresceu mais de 30.000.

“Isso não é surpreendente para nós”, disse Anurag Rana, analista da Bloomberg Intelligence, sobre o movimento de Elliott. “A avaliação da Salesforce despencou desde que anunciou a aquisição da Slack e, desde então, vimos uma desaceleração nas vendas e várias saídas de executivos.”

Bret Taylor, que havia sido co-CEO da Salesforce, disse no ano passado que deixaria a empresa para retornar às atividades empresariais. Taylor era visto como a escolha óbvia se Benioff se afastasse da Salesforce.

“Agora está sendo negociado bem abaixo de seus níveis pré-pandêmicos”, acrescentou Rana. “O envolvimento da Elliott pode ajudar a gestão a se concentrar tanto no crescimento orgânico das vendas quanto na expansão da margem. Não ficaremos surpresos se houver uma mudança no topo também, semelhante ao que a Microsoft passou em 2013.”

Leia mais:

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter