Logo Mais Retorno
Empresa

Evergrande anuncia plano de reembolso para parte dos investidores

Empresa vendia produtos de investimentos de alto rendimento para funcionários e investidores

Data de publicação:03/01/2022 às 14:31 -
Atualizado 4 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O China Evergrande Group disse que apresentou um novo plano de reembolso para investidores individuais descontentes que compraram seus produtos de gestão patrimonial, enquanto a gigante imobiliária dá novos passos para superar uma montanha de passivos financeiros e pagamentos em atraso.

Evergrande
Evergrande tenta superar crise de passivos financeiros e pagamentos em atraso - Yuan, moeda chinesa - Foto: Envato

O conglomerado, que no início de dezembro buscou ajuda do governo para administrar sua crise de dívida, informou, na sexta-feira, 31, que uma de suas unidades propôs pagar a quase todos os detentores de seus produtos de gestão patrimonial 8 mil yuans - equivalente a US$ 1.255 - por mês de dezembro a fevereiro. A unidade, conhecida como Evergrande Wealth, informou que apresentará outro plano de pagamento em março.

A Evergrande, uma das maiores incorporadoras da China, anteriormente vendia produtos de investimento de alto rendimento para seus funcionários e outros indivíduos - geralmente compradores de suas propriedades - como parte de uma estratégia para apoiar seu modelo de negócios altamente alavancado.

A empresa se expandiu agressivamente por anos por meio de empréstimos e usou grande parte do dinheiro para adquirir terrenos e ativos em áreas muito além de imóveis residenciais.

A companhia esperava que as vendas de propriedades em expansão gerassem dinheiro para pagar suas dívidas, mas enfrentou problemas depois que as autoridades chinesas restringiram os empréstimos das incorporadoras e as vendas de apartamentos da Evergrande despencaram. /Agência Estado com Dow Jones Newswires.

A Evergrande é um mastodonte que se desenvolveu a partir da absurda expansão da China nas últimas décadas, levando milhões de família para a classe média, a maioria delas interessadas em adquirir a propriedade de suas casas.

A notícia de suas dificuldades financeiras derrubou os mercados em setembro. O temor se justifica quando observamos alguns números dessa empresa. O grupo desmorona com uma dívida de cerca de US$ 304 bilhões, o equivalente ao PIB da Romênia, por exemplo.

E no mercado de dívida externa o risco de calote causa calafrios quando se leva em consideração que a Evergrande tem emitidos US$ 19 bilhões em títulos (bonds). /Agência Estado com Dow Jones Newswires.

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!