Logo Mais Retorno
Empresa

Elon Musk promete financiamento adicional de US$ 6,25 bilhões de sua fortuna para comprar Twitter

Bilionário quer zerar os empréstimos que viriam da Tesla

Data de publicação:26/05/2022 às 10:24 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Elon Musk está investindo mais de sua fortuna para financiar seu acordo de US$ 44 bilhões com o Twitter, buscando financiadores adicionais em meio a um forte declínio nas ações da Tesla nas últimas semanas. Após o anúncio, feito por meio de um documento regulatório emitido nesta quarta-feira, 25, as ações do Twitter fecharam em alta de 3,92% no último pregão, cotadas a US$ 37,16.

O bilionário prometeu um financiamento adicional de US$ 6,25 bilhões em ações, a fim de zerar os empréstimos que viriam de sua empresa de veículos elétricos, que despencou desde que Musk fechou o acordo com a rede social. O plano de financiamento de Musk agora inclui US$ 33,5 bilhões em ações, acima dos US$ 27,25 bilhões anunciados anteriormente.

twitter elon musk
Twitter fechou acordo com Elon Musk em 25 de abril | Foto: Reprodução

Os detalhes mais recentes dos planos ainda deixam dúvidas sobre como Musk obteria cerca de US$ 14 bilhões de seu pacote de financiamento. Logo depois que o Twitter aceitou sua oferta, ele informou ter vendido cerca de US$ 8,5 bilhões em ações da Tesla. O empresário já possui mais de 9% do Twitter, no valor de cerca de US$ 4 bilhões a US$ 54,20 por ação.

Planos de Elon Musk para o Twitter

Musk revelou, no início de maio, que havia conseguido cerca de US$ 7 bilhões de investidores cuja participação reduz efetivamente o risco pessoal que ele tem que assumir. A maior contribuição para esse pacote veio do príncipe al-Waleed bin Talal, da Arábia Saudita, que concordou em manter uma participação no Twitter avaliada em US$ 1,9 bilhão após a aquisição de Musk, de acordo com uma divulgação regulatória anterior.

O empresário continua buscando financiamento adicional e está conversando com os acionistas do Twitter, incluindo o ex-CEO do Twitter Jack Dorsey, sobre a possibilidade de manter suas participações na empresa após sua aquisição, diz o documento regulatório de quarta-feira.

Musk disse, em abril, que não planejava vender ações adicionais da Tesla. Ele ainda não respondeu a um pedido de comentário sobre se esse continua sendo o caso.

Twitter é multado por práticas enganosas

Também nesta quarta, a Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) anunciou que o Twitter deve pagar uma multa de US$ 150 milhões por usar enganosamente os dados de segurança da conta para publicidade direcionada.

O Twitter pediu aos usuários que fornecessem seus números de telefone e endereços de e-mail para proteger suas contas e, em seguida, lucrou ao permitir que os anunciantes usassem esses dados para segmentar usuários específicos, disse a FTC. As táticas violaram uma ordem de 2011 que proibia explicitamente a empresa de deturpar suas práticas de privacidade e segurança.

Mais de 140 milhões de usuários do Twitter forneceram seus números de telefone ou endereços de e-mail de 2014 a 2019, de acordo com uma queixa apresentada pelo Departamento de Justiça em nome da FTC. O Twitter não mencionou que as informações também seriam usadas para publicidade direcionada, alegou a FTC.

Além da multa de US$ 150 milhões, o Twitter está proibido de lucrar com seus dados coletados enganosamente, disse a FTC. Outras disposições do pedido proposto incluem notificar os usuários de que usou indevidamente números de telefone e endereços de e-mail e permitir que os usuários usem outros métodos de autenticação multifator. / Com Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!