Renda Variável

A Tesla (TSLA34) é considerada uma empresa em ascensão no mercado, mas diferente de outras gigantes, não realiza pagamentos de dividendos aos seus acionistas. Descubra porque e como isso impacta em seu crescimento.

Dirigida por Elon Musk, a grande fabricante de carros elétricos tem se destacado cada vez mais no mercado de ações. Tanto que entrou para S&P 500 (índice de ações que inclui empresas como Apple, Facebook e Microsoft).

Como se não bastasse entrar para o Índice, a instituição está entre as 10 (dez) mais valiosas. Para compor esse quadro de apreciação, saiba que as ações da Tesla (TSLA34) valem mais que as da General Motors, Toyota, Fiat Chrysler Automobiles e Ford juntas.

Um pouco de história da Tesla Motors

A Tesla surgiu em 2003, na cidade de São Francisco, Califórnia (EUA). Ela foi criada por um grupo de visionários, incluindo Elon Musk (atual dono e CEO), com o objetivo de criar carros movidos a eletricidade.

Além de fabricar veículos, a empresa atua em projetos de sustentabilidade, fabricando painéis solares e armazenando energia. De acordo com a IPO (Oferta Pública Inicial), hoje ela é avaliada em US $1,7 bilhões, e teve renda de US $228 milhões só em 2020.

A empresa abriu para o mercado de capital em 2010 e desde então enfrentou altos e baixos até chegar ao que é hoje. Não somente no quesito das ações, mas também em relação aos seus automóveis. Veja alguns dos carros elétricos da Tesla (TSLA34):

O que é dividendo

Dividendo nada mais é do que uma parcela dos lucros de uma empresa dividida entre seus acionistas. Em suma, traz benefícios tanto para a empresa quanto para o dono da ação. Pois, este vai aumentar seu capital e àquela atrairá novos investidores.

Em grandes empresas de capital aberto, como as pertencentes à bolsa de valores (B3), essa forma de distribuição de lucros é comum. Entretanto, não são todas as empresas que são adeptas a este tipo de partilha.

Os dividendos podem ser distribuídos de várias formas. Diante disso, vai depender da empresa escolher como será melhor pagar. Veja os tipos mais comuns de dividendos:

Por que as empresas pagam dividendos

Essa forma de distribuição do lucro pode ser vantajosa para ambos os lados, como já foi dito. Sendo assim, entenda que pagar dividendos é uma forma interessante de atrair novos investidores. Em consequência, as ações da empresa também se valorizam.

Já os acionistas têm participação nos ganhos da instituição. Além da remuneração financeira, há a vantagem de receber lucros mesmo quando o mercado está desfavorável. Porém, é bom lembrar que não existe garantia de continuação desse pagamento.

Como funciona o dividendo

Ao final de cada trimestre, semestre ou ano (depende da empresa), são calculados os gastos e ganhos da mesma. Além disso, são pagos os impostos. Em seguida se faz um balanço do lucro que ela teve e como será distribuído esse valor.

Quando a empresa opta por pagar dividendos aos acionistas, este será transferido para cada um deles sob a forma de um preço fixo por ação. Assim, quem tem mais ações receberá mais.

Como calcular o dividendo

Para saber se o retorno obtido com o dividendo foi significativo, os acionistas utilizam a Dividend Yield. Este, por sua vez, é um indicador de porcentagens que calcula o quanto o investidor ganhou em determinado período. Para realizar cálculo, se utiliza a seguinte fórmula:

O que é Tesla (TSLA34)

A Tesla Motors é uma fabricante de carros que conquistou o título de maior montadora de carros elétricos do mundo. Além disso, é interessante destacar que essa empresa é considerada uma Big tech, ou seja, altamente tecnológica.

Esses dois motivos são o que fizeram as ações desta empresa estar entre as mais valorizadas atualmente e ter forte potencial para crescimento. No Brasil, as ações dela são comercializadas com o ticker Tesla (TSLA34).

Para se ter uma ideia, a empresa de Elon Musk teve suas ações valorizadas 700% no ano de 2020. Portanto, o que se espera é que esse número cresça cada vez mais. Aliás, se comparado ao início da abertura de capital, a empresa valorizou mais de 6.400%.

Evolução histórica das ações da tesla (TSLA34)

Com a ação da empresa no valor de R $125,32 nos dias de hoje, a Tesla (TSLA34) sofreu uma valorização impressionante em seus 10 anos de abertura ao capital. Entretanto, essa longa caminhada foi de altos e baixos.

Em 2010, ano da abertura do capital, sua ação valia apenas US $17 no mercado da Nasdaq. Somente depois de três anos é que a empresa superou a casa dos US $100. Em seguida, a valorização foi crescendo de forma tímida e apenas em 2019, houve um embalo.

De lá para cá, mesmo com aumentos e quedas, elas só têm gerado lucros. Não é atoa que só em 2020 ela teve um aumento de 700%. Já em janeiro de 2021, uma ação da Tesla (TSLA34) chegou a valer US $650.

Resultados dos dividendos da Tesla (TSLA34) 

A empresa cresce de forma exponencial. Diante disso, todo o lucro dela é investido em tecnologia e projetos que visem aumentar a qualidade e os recursos da Instituição. Sendo assim, ela não distribui o lucro em forma de dividendos aos seus acionistas.

O que ocorre é que empresas como a Tesla (TSLA34) têm oportunidades gigantes de crescer. No entanto, necessita de injeção financeira constante, que vai gerar mais dinheiro no futuro. Então, é como se fosse uma troca entre dividendos e crescimento (trade-off).

Perceba que se trata de uma relação de causa e consequência. Ao investir o lucro na própria empresa, ela cresce e tem maiores resultados positivos. Dessa forma, a valorização desta será maior e em paralelo, os acionistas serão também beneficiados financeiramente.

Ações de crescimento da Tesla (TSLA34)

Como já foi dito, a Tesla (TSLA34) não paga dividendos. Em suma, suas ações são de crescimento. Apesar de não receber distribuição do lucro, investidores desta empresa recebem retornos na forma de apreciação de capital no futuro.

Geralmente, instituições que estão crescendo e se supervalorizando no mercado, apresenta ações de crescimento. Estas, possuem vantagens em relação ao dividendos:

Vale a pena investir nas ações da Tesla (TSLA34)

Como você pode ver, essa instituição não paga dividendos. No entanto isso não impede que você realize investimentos nesta empresa.

É importante destacar que ao iniciar seus investimentos é necessário uma avaliação sobre os impactos e resultados da empresa, assim bem como seus objetivos e perfil de investidor.

Após esta avaliação toda a trilha como investidor (a) trará escolhas assertivas à você. Ficou com alguma dúvida? Aproveite para deixar nos comentários!

Imagem do autor

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Empresa
Renda Variável
Renda Variável
Renda Variável
Veja mais Ver mais