Economia

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, ressaltou o comportamento anticíclico da carteira de crédito das cooperativas, que, em 2020, aumentou 35%, contra 15,6% da dos bancos. 

No quesito financiamento para empresas, o crédito cooperativo  cresceu 51% no ano passado. "Em crises econômicas, o crédito concedido pelas cooperativas tende a não sofrer retração”, destacou. 

Cooperativas oferecerem serviços financeiros em regiões remotas do país.

A exemplo do que aconteceu na crise financeira internacional de 2008 e na recessão de 2015/16, o segmento mostrou sua resiliência e saiu ainda mais forte para continuar contribuindo com o desenvolvimento econômico do nosso País", lembrou Campos Neto durante Lançamento da Agenda Institucional do Cooperativismo 2021, realizado pela Organização das Cooperativas do Brasil (OCB).

Campos Neto exaltou a capacidade de as cooperativas oferecerem serviços financeiros em regiões remotas do país. Há muito se sabe que cooperativismo de crédito desempenha um papel relevante no desenvolvimento socioeconômico do País, com impactos regionais importantes em renda, emprego, empreendedorismo e até mesmo no comércio exterior". 

Ele mencionou metas estabelecidas para o  setor, como o aumento de participação no crédito concedido em modalidades relevantes, de 9% para 20%. "Ainda temos muito a fazer para chegarmos nesse porcentual".

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais