Empresa

A empresa de infraestrutura Conasa pediu registro para realizar uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). De acordo com o site da autarquia, o pedido foi protocolado na véspera.

Conasa entrou com pedido na CVM para realizar uma oferta inicial de ações - Foto: Conasa/Reprodução

A oferta será coordenada pelo Santander (coordenador-líder), além da participação do Itaú BBA, BTG Pactual, Banco ABC Brasil e Safra.

Segundo o prospecto preliminar do IPO, a Conasa é uma plataforma para desenvolvimento de ativos de infraestrutura, com foco em concessões públicas e Parcerias Público Privadas (PPPs) de saneamento, iluminação pública e rodovias, além de outros serviços correlatos.

"Atualmente, nossas operações incluem o atendimento a 825 mil pessoas em saneamento, a gestão de 283 mil pontos de iluminação e 520 km de rodovias", diz a empresa.

Investimento em infraestrutura

Os recursos captados na oferta serão utilizados para aporte de capital ou outros investimentos correlatos em novas concessões de infraestrutura, aquisição de participações em sociedades de propósito específico detentoras de concessões de infraestrutura, aporte de capital social em sociedades controladas pela companhia e coligadas, além do pagamento para a redução dos passivos atuais.

A companhia registrou lucro líquido de R$ 35,195 milhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 155% ante o mesmo período do ano passado. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 52,723 milhões, avanço anual de 84,1%. / com Agência Estado

Imagem do autor

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Veja mais Ver mais