Fundos de Investimentos

O BTG Pactual digital lançou em sua plataforma, nesta semana, um fundo de investimento em ações que aplica em gigantes globais da tecnologia por meio de BDRs. Para investir, o aporte inicial é de R$ 100, com taxa zero de administração e performance.

O BTG Pactual Reference Global Tech FIA replica o ETF Ingenius que, por sua vez, busca acompanhar o S&P/B3 Ingenius Index. Este índice mede o desempenho de algumas das maiores empresas de alto crescimento conhecidas ao redor do mundo.

Foto: BTG Pactual digital / Divulgação
Foto: BTG Pactual / Divulgação

O fundo de investimento tem, entre seus ativos, papéis de empresas como Amazon, Facebook, Microsoft e Alibaba e faz as suas alocações por meio de BDRs. Lançados no ano passado para todos os investidores da Bolsa de Valores brasileira, a B3, estes produtos são certificados que representam ações de companhias estrangeiras.

Ao adquirir um BDR, o investidor não se torna acionista da empresa, mas passa a ter um certificado que representa as ações das empresas dentro das bolsas estrangeiras. Quem emite esses certificados são instituições financeiras que fazem a custódia das ações.

Leonardo Rocha, Head de Distribuição de Fundos do BTG Pactual digital, afirma que as companhias que são acompanhadas pelo índice Ingenius "são marcas de tecnologia de destaque, que há muito tempo vem trazendo resultados positivos e forte valorização no mercado americano, e agora estão disponíveis para o investidor brasileiro, por meio do fundo Global Tech".

Estratégia com produtos temáticos

Para fugir das opções mais tradicionais de investimentos disponíveis no mercado, algumas instituições financeiras passaram a oferecer produtos temáticos. Com essas possibilidades, o investidor consegue escolher os setores que quer ter em sua carteira e, assim, ter uma boa diversificação de portfólio.

Com o lançamento do ETF Ingenius e do BTG Pactual Reference Global Tech FIA, o BTG Pactual consolida a criação da Família Reference, um conjunto de produtos temáticos, que fogem das opções tradicionais encontradas hoje na bolsa.  

“A Família Reference oferece aos clientes do BTG Pactual produtos que podem diversificar suas carteiras a partir de temas que ainda estão subrepresentados na bolsa, como é o caso das criptomoedas, além do ESG e das empresas de tecnologia. Ao poucos, esta família de fundos vai se tornando referência para investidores que buscam os temas mais relevantes de investimento”, destaca Rocha.  

Também fazem parte deste conjunto outros três produtos.

Este produto, lançado em abril, foi o primeiro fundo brasileiro a investir em bitcoin. O investimento mínimo neste ativo multimercado é de R$1.

O fundo multimercado, que estreou em maio, tem como benchmark o CDI e acompanha o desempenho do bitcoin no mercado financeiro internacional.

Lançado em outubro de 2020, este fundo de ações investe no ETF ESG criado pelo próprio BTG, que busca replicar o S&P/B3 Brazil ESG. O índice considera a agenda sustentável para o critério de seleção de empresas, com base nos aspectos sociais, ambientais e de governança de cada companhia.

Imagem do autor

Repórter na Mais Retorno

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Veja mais Ver mais