Finanças Pessoais

O banco digital Next, do Bradesco, lançou nesta segunda-feira, 5, o CDB em Dobro, que oferece rendimento de 200% do CDI. Trata-se de uma opção diferenciada em um segmento que nem sempre chega a oferecer metade desse retorno para aplicações mais miúdas.

O prazo da aplicação é por 30 dias, e o produto tem a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que reembolsa até R$ 250 mil por CPF e por banco em caso de quebra da instituição financeira que emitiu o CDB. Essa opção estará disponível pelo período de apenas 30 dias no aplicativo do banco.

banco next
CDB em Dobro, do banco digital Next, paga 200% do CDI com prazo de 30 dias. Foto: Divulgação Next

O valor mínimo exigido pela aplicação é de R$ 100, e o máximo está fixado em R$ 5 mil. Passado o prazo de investimento, de 30 dias após o depósito, o dinheiro mais o rendimento voltam para a conta do cliente, que então receberá novas sugestões para realocação do valor de acordo com o seu perfil, explica o banco.

O rendimento de 200% do CDI para o CDB deve ser considerado em um contexto de alta da Selic, taxa básica de juros e referência para investimentos em renda fixa. Desde a última reunião do Copom, ela está fixada em 4,25% ao ano, enquanto CDI atual está em 4,15% ao ano. Já a poupança rende 70% da Selic, ou 2,975% ao ano, bem menos que o CDB em Dobro e tem a mesma liquidez.

Segundo o banco, a rentabilidade oferecida tem como objetivo "encorajar novos clientes acostumados com a poupança ou que nunca investiram em uma jornada financeira". Por isso, o prazo do investimento é mais curto. O produto é parte da estratégia de crescimento do Next, que busca atuar como um "parceiro do cliente atual e conquistar novos clientes".

A Head de Investimentos do banco, Juliana Nogueira, complementa: "O CDB em Dobro é uma forma de atender a uma demanda crescente dos clientes por maior rentabilidade em aplicações de menor risco. Temos buscado conhecer melhor e com mais assertividade nossos clientes para estruturar os melhores produtos para suas necessidades".

Rentabilidade dos CDBs no mercado

A fatia do mercado dos CDBs dos bancos digitais anda aquecida pelo aumento da concorrência. O objetivo tem sido o de oferecer produtos mais simples para os clientes que buscam rendimento maior que a poupança, mas sem precisar de uma corretora de valores intermediando os processos.

Além do seu último lançamento, o Next conta com outro CDB em seu portfólio, que rende 100% do CDI e tem liquidez diária. O Banco Inter trabalha com essa mesma rentabilidade para o seu CDB para quantias de até R$ 249.999,99. Esta aplicação conta com investimento mínimo de R$ 100, prazos variados e liquidez diária.

Já o CDB Original oferece rentabilidade que vai de 105% a 130% do CDI, dependendo do prazo em que o dinheiro ficar aplicado. O investidor tem como optar pela liquidez diária, o que pode influenciar no rendimento final.

Na mesma linha de oferta de rentabilidade crescente, conforme o tempo de investimento, estão a Neon e o C6 Bank. A primeira oferece rendimentos a partir de 95% do CDI, para o prazo de até 6 meses, podendo chegar a 101% do CDI, no período de 3 anos, sempre com liquidez diária. Enquanto isso, o C6 Bank trabalha com CDBs que acompanham o CDI variando de 102%, com resgate diário, a 118%, com resgate em 5 anos.

O Nubank, maior banco digital do Brasil, não conta com CDBs próprios em seu portfólio. O cliente da instituição pode deixar o seu dinheiro rendendo na NuConta (conta corrente do banco), que oferece rentabilidade de 100% do CDI com resgate diário.

Como não se trata de um produto financeiro, a NuConta não tem a cobertura do FGC. No entanto, as instituições financeiras sem essa proteção estão obrigadas a depositar o dinheiro do cliente em títulos públicos.

Imagem do autor

Repórter na Mais Retorno

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Finanças Pessoais
Finanças Pessoais
Finanças Pessoais
Finanças Pessoais
Veja mais Ver mais