Logo Mais Retorno

Siga nossas redes

  • Instagram Mais Retorno
  • Youtube Mais Retorno
  • Twitter Mais Retorno
  • Facebook Mais Retorno
  • Tiktok Mais Retorno
  • Linkedin Mais Retorno
Foto: Envato
Mercado Financeiro

Ásia: mercados fecham em alta; Hong Kong foi exceção, com a saída da Didi de NY

Saída da gigante de tecnologia dos EUA traduz os desafios do setor em manter capital aberto no Ocidente em meio ao cerco de Pequim

Data de publicação:03/12/2021 às 08:27 -
Atualizado 3 anos atrás
Compartilhe:

As bolsas da Ásia fecharam majoritariamente em alta nesta sexta-feira, 3, terminando em tom positivo uma semana marcada por turbulências em meio ao avanço da variante ômicron do coronavírus. Os negócios em Hong Kong, no entanto, se desvalorizaram, após a chinesa Didi anunciar que fechará capital em Nova York.

Menos de seis meses após uma oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) que levantou cerca de US$ 4,4 bilhões, a gigante de compartilhamento de carros, dona da 99, se curvou à pressão do governo da China e confirmou que listará suas ações no território semiautônomo. O caso ilustra os desafios do setor de tecnologia em manter capital aberto no Ocidente em meio ao cerco de Pequim.

Foto: Envato
Bolsa de Hong Kong cai com notícia sobre a saída da Didi do mercado acionário americano - Foto: Envato

Nesse cenário, o índice Hang Seng, referência na Bolsa de Hong Kong, encerrou a sessão em queda de 0,09%, aos 23.766 pontos. Os papéis de empresas com listagem dupla emergiram como destaque negativo, entre elas Alibaba (-3,51%) e JD.com (-5,73%). Em Taiwan, o Taiex recuou 0,16%, aos 17.697 pontos.

No restante do continente, o clima foi positivo nas mesas de operações, após a volatilidade deflagrada pela ômicron. A Bolsa de Xangai subiu 0,94%, aos 3.607 pontos, enquanto a de Shenzhen, menos abrangente, se elevou 0,71%, aos 2.526,38 pontos.

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de serviços da China caiu de 53,8 em outubro a 52,1 em novembro, segundo pesquisa divulgada pela IHS Markit e Caixin.

No Japão, o PMI composto avançou de 50,7 a 53,3 na mesma base comparativa, conforme divulgado na noite anterior Assim, no fechamento, o índice Nikkei avançou 1,00%, aos 28.029 pontos, na máxima do dia, em Tóquio.

Na Coreia do Sul, o Kospi registrou ganho de 0,78%, aos 2.968 pontos, em Seul. O setor financeiro operou na dianteira do mercado sul-coreano, com destaque para Shinhan Financial (+2,92%) e KB Financial (+3,64%).

Na Oceania, o S&P/ASX 200, de Sydney, aumentou 0,22%, aos 7.241 pontos, também em recuperação após as perdas da véspera. / com Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

® Mais Retorno. Todos os direitos reservados.

O portal maisretorno.com (o "Portal") é de propriedade da MR Educação & Tecnologia Ltda. (CNPJ/MF nº 28.373.825/0001-70) ("Mais Retorno"). As informações disponibilizadas na ferramenta de fundos da Mais Retorno não configuram um relatório de análise ou qualquer tipo de recomendação e foram obtidas a partir de fontes públicas como a CVM. Rentabilidade passada não representa garantia de resultados futuros e apesar do cuidado na coleta e manuseio das informações, elas não foram conferidas individualmente. As informações são enviadas pelos próprios gestores aos órgãos reguladores e podem haver divergências pontuais e atraso em determinadas atualizações. Alguns cálculos e bases de dados podem não ser perfeitamente aplicáveis a cenários reais, seja por simplificações, arredondamentos ou aproximações, seja por não aplicação de todas as variáveis envolvidas no investimento real como todos os custos, timming e disponibilidade do investimento em diferentes janelas temporais. A Mais Retorno, seus sócios, administradores, representantes legais e funcionários não garantem sua exatidão, atualização, precisão, adequação, integridade ou veracidade, tampouco se responsabilizam pela publicação acidental de dados incorretos.
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
® Mais Retorno / Todos os direitos reservados