Logo Mais Retorno

Siga nossas redes

  • Instagram Mais Retorno
  • Youtube Mais Retorno
  • Twitter Mais Retorno
  • Facebook Mais Retorno
  • Tiktok Mais Retorno
  • Linkedin Mais Retorno
Itaú BBA
Mercado Financeiro

Anbima: fundos somam R$ 43,4 bilhões em entrada líquida em julho

No ano, a indústria soma R$ 296,4 bilhões de saldo líquido e R$ 6,7 trilhões de patrimônio.

Data de publicação:10/08/2021 às 05:00 -
Atualizado 2 anos atrás
Compartilhe:

Os fundos de investimento registraram captação líquida positiva de R$ 43,4 bilhões em julho, segundo dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). O montante é a diferença entre os R$ 836,6 bilhões de aportes e R$ 793,1 bilhões de saques no período.

Foto: Arquivo
Fundos de renda fixa puxaram a alta no volume de captação no mês de julho, segundo Anbima - Foto: Arquivo

No ano, a indústria soma R$ 296,4 bilhões de saldo líquido e R$ 6,7 trilhões de patrimônio.

De acordo com a associação, o desempenho do mês foi puxado pela classe de renda fixa, que totalizou R$ 28,3 bilhões de captação líquida - ou seja, 65% do total de recursos do setor.

Essa é a segunda maior captação da classe no ano, ficando atrás apenas do mês de janeiro, quando contabilizou R$ 30,8 bilhões. Esse movimento da renda fixa acompanha a evolução do número de contas, que teve crescimento pelo segundo mês seguido, totalizando 10 milhões - representam 35% do montante de contas abertas.

Atratividade

"Os fundos de renda fixa nunca perderam a atratividade, mesmo com a volatilidade do mercado no início da pandemia. No entanto, o número de contas teve algumas quedas desde março de 2020, provavelmente por conta de resgates para quitação de compromissos dos investidores", explica Pedro Rudge, diretor da Anbima.

Segundo ele, as altas da Selic para conter a inflação e a reabertura da economia são atrativos para a renda fixa. "Os brasileiros estão habituados com o tripé liquidez, retorno e segurança. Com a retomada da economia, a tendência é que a procura pela renda fixa se intensifique até o final do ano" complementa.

Ações

A atratividade da renda fixa não impediu bons resultados na classe de ações. Estes fundos fecharam julho com saldo líquido de R$ 4,4 bilhões.

Segundo a Anbima, a maior parte da captação veio dos tipos investimento no exterior - aqueles que permitem aplicar mais de 40% em ativos lá fora - e livre - fundos que não se comprometem com nenhuma estratégia específica. Enquanto o primeiro somou R$ 2,1 bilhões captados, o segundo registrou R$ 1,4 bilhão.

Multimercados

Os multimercados, no entanto, tiveram a segunda menor captação líquida do ano, com R$ 1,4 bilhão. Os resgates líquidos de R$ 2,2 bilhões no tipo livre contribuíram para o resultado aquém na comparação com a maioria dos meses no ano.

Rentabilidade

Todos os tipos de fundos de ações fecharam julho no negativo, reflexo da queda de 3,94% do Ibovespa. A exceção foi o investimento no exterior, que teve retorno de 0,32%.

Nos multimercados, as rentabilidades positivas ficaram entre 1,39% e 0,10%. O destaque foi o tipo estratégia específica (foca em riscos específicos, por exemplo, commodities, futuro de índice etc.) com 1,39%.

A melhor performance entre os fundos de renda fixa foi do tipo dívida externa (investe, no mínimo, 80% em títulos da dívida externa da União), com 4,05%. Na sequência aparece o investimento no exterior com 3,58%.

Sobre o autor
Julia Zillig
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

® Mais Retorno. Todos os direitos reservados.

O portal maisretorno.com (o "Portal") é de propriedade da MR Educação & Tecnologia Ltda. (CNPJ/MF nº 28.373.825/0001-70) ("Mais Retorno"). As informações disponibilizadas na ferramenta de fundos da Mais Retorno não configuram um relatório de análise ou qualquer tipo de recomendação e foram obtidas a partir de fontes públicas como a CVM. Rentabilidade passada não representa garantia de resultados futuros e apesar do cuidado na coleta e manuseio das informações, elas não foram conferidas individualmente. As informações são enviadas pelos próprios gestores aos órgãos reguladores e podem haver divergências pontuais e atraso em determinadas atualizações. Alguns cálculos e bases de dados podem não ser perfeitamente aplicáveis a cenários reais, seja por simplificações, arredondamentos ou aproximações, seja por não aplicação de todas as variáveis envolvidas no investimento real como todos os custos, timming e disponibilidade do investimento em diferentes janelas temporais. A Mais Retorno, seus sócios, administradores, representantes legais e funcionários não garantem sua exatidão, atualização, precisão, adequação, integridade ou veracidade, tampouco se responsabilizam pela publicação acidental de dados incorretos.
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
® Mais Retorno / Todos os direitos reservados