Mercado Financeiro

Mercado ao vivo: acompanhe a Bolsa e o dólar no pregão desta quinta-feira, 13

Acompanhe as movimentações do mercado neste pregão

Data de publicação:13/01/2022 às 12:11 - Atualizado 14 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

A Bolsa de Valores vive um dia de volatilidade nesta quinta, 13: abriu em queda, transitou em terreno positivo, voltou a cair à tarde seguiu entre ganhos e perdas. às 17h30, o Ibovespa, que mede a variação das 93 ações mais negociadas em pregão, operava com queda residual de 0,01% aos 105.796 pontos. O dólar caía 0,10%, cotado a R$ 5,529.

Por aqui, a Pesquisa Mensal de Serviços do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que o volume de serviços avançou 10% em novembro na comparação anual, acima das expectativas dos especialistas, de alta de 6,9%, trazendo um certo ânimo aos negócios. Os dados da economia americana, mais fracos também permitem esperar por um processo mais leve de ajuste dos juros nos Estados Unidos. O que pesa mais no mercado de ações é, justamente, a preocupação com os impactos que a nova onda de covid-19 pode trazer para a economia brasileira e também em nível global.

mercado bolsa de valores ibovespa
Bolsa opera em alta nesta quinta-feira

Na véspera, o Brasil registrou mais de 87 mil novos casos da doença, número muito próximo do pior momento da pandemia no País, em março de 2021. Em nível mundial, ontem foram registrados mais de 3 milhões de novos casos. Com a cautela, os mercados vivem um dia de bastante volatilidade.

Dados nos Estados Unidos e dólar

O dólar opera em queda após a divulgação de novos dados econômicos que ampliam a ideia de que o aumento da taxa de juros nos Estados Unidos deve acontecer de forma mais lenta.

O número de pedidos de auxílio-desemprego nos EUA teve alta de 23 mil na semana encerrada em 8 de janeiro, a 230 mil, segundo dados com ajustes sazonais publicados nesta quinta-feira pelo Departamento do Trabalho americano. O resultado superou a expectativa de analistas, que previam 200 mil solicitações.

Já o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês), a inflação do produtor, avançou 0,2% em dezembro na comparação com novembro, após ajustes sazonais. Analistas?previam alta maior, de 0,4%. O núcleo do PPI, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, teve crescimento de 0,5% na mesma comparação mensal em dezembro, como projetado pelos analistas. Na comparação anual, o PPI subiu 9,7% em dezembro e o núcleo do índice teve alta de 6,9%.

"O aumento de pedidos semanais de auxílio-desemprego associado à desaceleração da inflação ao produtor fortalecem a ideia de que o ciclo de alta de juros nos EUA pode não precisar ser tão agressivo, favorecendo a queda do dólar ante pares principais, porque o mercado de trabalho no país pode não estar tão aquecido como se esperava".

Eduardo Velho, economista-chefe da JF Trust

Desempenho das bolsas americanas

Depois dos dados sobre a economia americana, as bolsas abriram o pregão em alta, mas apenas a Dow Jones consegui sustentar a valorização. Às 15h10, os principais índices americanos registravam as seguintes variações:

  • Dow Jones: alta de 0,067%
  • S&P 500: queda de 0,59%
  • Nasdaq 100: queda de 1,61%

Juros futuros

Os juros futuros iniciaram o dia com leve alta, mas, depois da divulgação da Pesquisa Mensal de Serviços e da realização do leilão de LTN e NTN-F, às 11h, a curva opera majoritariamente em queda. Às 11h30, as únicas altas eram registradas nos contratos com vencimento para março, junho e outubro de 2022 e junho e setembro de 2026.

Sobe e desce na Bolsa

As maiores altas do dia na Bolsa

EmpresaCódigoVariação
MarfrigMRFG3+4,90%
SantanderSANB11+3,76%
PetrobrasPETR3+3,03%
PetroRioPRIO3+2,81%
ItausaITSA4+2,69%
Fonte: B3 | Atualizado às 11h36

As maiores baixas do dia na Bolsa

EmpresaCódigoVariação
LocawebLWSA3-9,63%
MéliuzLCASH3-6,32%
MagaluMGLU3-5,71%
Banco InterBIDI11-5,46%
Banco InterBIDI4-5,24%
Fonte: B3 | Atualizado às 15h20

Exterior: cautela com a ômicron e de olho nos EUA

Pelo mundo, a manhã foi marcada, sobretudo pela cautela com os impactos econômicos que o avanço da ômicron pode trazer. Nesse contexto, as bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta e as bolsas europeias também operavam em terreno negativo. No entanto, com os dados vindos dos EUA, o sentimento mudou e os principais índices europeus inverteram o sinal.

Desempenho das bolsas europeias

Às 11h53, os principais índices europeus registravam as seguintes variações:

  • Stoxx 600 (índice pan-europeu): alta de 0,02%
  • FTSE 100 (Inglaterra): alta de 0,13%
  • DAX (Alemanha): alta de 0,05%
  • FTSE MIB (Itália): alta de 0,63%
  • CAC 40 (França): baixa de 0,56%
  • Ibex 35 (Espanha): alta de 0,26%
  • PSI 20 (Portugal): alta de 0,61%

Fechamento das bolsas asiáticas

  • Xangai Composto (China continental): baixa de 1,17%
  • Shenzhen Composto (China continental): baixa de 1,65%
  • Hang Seng (Hong Kong): alta de 0,11%
  • Nikkei (Japão): baixa de 0,96%
  • Kospi (Coréia do Sul): baixa de 0,35%
  • Taiex (Tawian): alta de 0,33%

Oceania

Na Oceania, a bolsa australiana ignorou o mau humor predominante na Ásia, e o S&P/ASX 200 avançou 0,48% em Sydney, a 7.474,40 pontos, impulsionado por ações de petrolíferas e mineradoras. / com Agência Estado

Sobre o autor
Bruna Miato
Repórter na Mais Retorno
Câmbio Fixo

Câmbio Fixo

O que é o câmbio fixo? Câmbio fixo é o nome dado ao regime cambial adotado pelos países que, utilizando uma moeda estrangeira como referência, mantêm...

  CONTINUAR LENDO