Logo Mais Retorno
Pão de Açúcar e Assaí selam acordo de cessão sobre as lojas Extra Hipermercados; entenda os detalhes
Empresa

Ações do GPA disparam mais de 11% após anúncio de cessão de lojas do Extra ao Assaí

Os papéis da empresa de atacarejo, Assaí, caminham no sentido oposto das ações do GPA, liderando as baixas do pregão, com queda de mais de 5%

Data de publicação:15/10/2021 às 12:43 -
Atualizado um ano atrás
Compartilhe:

As ações do Grupo Pão de Açúcar (GPA) viveram um dia de forte valorização nesta sexta-feira, 15, após o anúncio de que a companhia e a Sendas Distribuidora, controladora do Assaí, fecharam um acordo para a conversão de 71 unidades da rede Extra em lojas da empresa de atacarejo. Os papéis do GPA reportaram avanço acentuado de 11,85%, a maior alta de Bolsa de Valores no dia. (Leia mais)

Na contramão das ações do GPA, o Assaí, que deve desembolsar uma quantia bilionária para o negócio, fechou em queda de 1,79%. Ambas as ações estiveram entre as mais negociadas pelos investidores neste pregão.

ações gpa
Entrada de uma das lojas do Extra Hipermercado, do Grupo Pão de Açúcar

Com o acordo fechado pelo GPA e a Sendas Distribuidora, a bandeira de hipermercados Extra deixará de existir. Além das unidades que serão convertidas em lojas do Assaí, os pontos restantes pertencentes ao Extra serão transformados em "formatos com maior potencial de rentabilidade", afirma Jorge Faiçal, CEO do GPA.

"A transação representa uma oportunidade única de intensificar o foco e a aceleração da expansão dos negócios de maior rentabilidade da Companhia por meio dos segmentos premium e de proximidade, notadamente com as bandeiras Pão de Açúcar, Minuto e Mercado Extra, além de reforçar a posição de liderança do GPA no varejo e e-commerce alimentar no país", comenta Faiçal.

Para o CEO do Grupo, "o GPA pós transação representará uma plataforma com grande potencial de crescimento e reduzida alavancagem".

O negócio prevê que o preço total estimado da transação a ser recebido por GPA é de até R$ 5,2 bilhões, dos quais R$ 4 bilhões deverão ser pagos pela Assaí, de forma parcelada, entre dezembro deste ano e janeiro de 2024, explica a companhia de atacarejo por meio de fato relevante.

De acordo com Belmiro Gomes, CEO do Assaí, "a transação permitirá uma importante aceleração da expansão combinada ao fortalecimento dos resultados através da conversão de lojas em pontos comerciais excepcionais, localizados em regiões adensadas e com baixa sobreposição com a plataforma atual de lojas do Assaí".

Gomes finaliza dizendo que "este movimento é suportado pelo comprovado modelo de sucesso implementado na abertura de mais de 150 lojas na última década, das quais mais de 25 lojas oriundas do Extra Hiper, sendo que estas apresentaram rápida maturação de vendas e resultado superior à média da Companhia.”

Sobre o autor
Bruna Miato
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

® Mais Retorno. Todos os direitos reservados.

O portal maisretorno.com (o "Portal") é de propriedade da MR Educação & Tecnologia Ltda. (CNPJ/MF nº 28.373.825/0001-70) ("Mais Retorno"). As informações disponibilizadas na ferramenta de fundos da Mais Retorno não configuram um relatório de análise ou qualquer tipo de recomendação e foram obtidas a partir de fontes públicas como a CVM. Rentabilidade passada não representa garantia de resultados futuros e apesar do cuidado na coleta e manuseio das informações, elas não foram conferidas individualmente. As informações são enviadas pelos próprios gestores aos órgãos reguladores e podem haver divergências pontuais e atraso em determinadas atualizações. Alguns cálculos e bases de dados podem não ser perfeitamente aplicáveis a cenários reais, seja por simplificações, arredondamentos ou aproximações, seja por não aplicação de todas as variáveis envolvidas no investimento real como todos os custos, timming e disponibilidade do investimento em diferentes janelas temporais. A Mais Retorno, seus sócios, administradores, representantes legais e funcionários não garantem sua exatidão, atualização, precisão, adequação, integridade ou veracidade, tampouco se responsabilizam pela publicação acidental de dados incorretos.
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
® Mais Retorno / Todos os direitos reservados