Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Ações brasileiras estão mais cobiçadas e entrada de capital estrangeiro na B3 foi de R$ 32,5 bilhões em janeiro

Mercado internacional está de olho em papeis de empresa de valor e as empresas nacionais se destacam

Data de publicação:10/02/2022 às 15:30 -
Atualizado 3 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno


No início de 2022, a maior questão dos mercados globais foi a política monetária dos EUA, afirmam os especialistas da XP em relatório. Houve uma mudança de posições dos investidores estrangeiros de ações de crescimento para ações de valor, beneficiando ações de empresas brasileiras. O ingresso de capital estrangeiro na B3 alcançou a marca de R$ 32,5 bilhões e levou a uma valorização de 6,98% do Ibovespa.

capital estrangeiro
Entrada de capital estrangeiro permitiu uma alta da 6,98% do Ibovespa - Foto: Envato

Juros americanos concentra atenções

O Federal Reserve, banco central americano, liberou a ata de sua reunião de dezembro, na qual revelou um tom mais agressivo (hawkish) do que o esperado.

Nela, de acordo com Fernando Ferreira, Estrategista Chefe e Head do Research, Jennie Li, Estrategista de Ações, Rebecca Nossi, Analista de Estratégia de Ações, foi sinalizado que o ciclo de alta dos juros americanos poderia vir mais cedo do que os mercados estavam antecipando.

Foi discutida também a redução do seu balanço – o que surpreendeu o mercado e levou a taxa do Tesouro americano de 10 anos a ultrapassar 1,9%, o nível mais alto desde a pandemia começou.

Com esse tom mais duro e as taxas de juros de longo prazo dos EUA em seus maiores níveis dos últimos dois anos, houve novamente uma rotação entre as empresas de crescimento e de valor. Após uma rotação para ações de crescimento, principalmente tecnologia, que começou com a pandemia em 2020, este ano vemos investidores globais interessados novamente em setores de valor – beneficiando diretamente as ações brasileiras.

Além disso, os preços de commodities continuaram a subir nesse início de 2022, em meio à demanda ainda forte e oferta limitada, e tensões geopolíticas entre países produtores.

Dessa forma, as ações brasileiras se beneficiaram de uma tríplice combinação: rotação global de crescimento para valor; Forte exposição a commodities, trazendo claros riscos de alta para os lucros; múltiplos de entrada muito baixos (Preço por Lucro projetado ao redor das mínimas dos últimos 10 anos).

Diante disso, o Ibovespa iniciou 2022 como a bolsa viu uma forte entrada de capital estrangeiro e apresentou o melhor desempenho dentre as principais Bolsas globais: subiu +7,0% em janeiro em reais, e, com uma moeda mais valorizada, +12,1% em dólares.

A título de comparação, no acumulado do ano, o S&P 500 teve queda de -5,3%, a Nasdaq queda de -9,0%, ambos índices com forte presença de empresas de crescimento em sua composição, e o MSCI ACWI em queda de -5,0%.

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!