Logo Mais Retorno
Empresa

Ações da Aliansce Sonae e Br Malls sobem com notícia sobre possível fusão entre as duas empresas

Aliansce divulgou a informação sobre conversas entre as duas empresas em fato relevante nesta quarta-feira, 29

Data de publicação:29/12/2021 às 13:47 -
Atualizado 5 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

A rede de shopping center Aliansce Sonae confirmou nesta quarta-feira, 29, que iniciou conversas preliminares com a Br Malls sobre uma possível fusão entre as duas companhias, após notícias veiculadas na imprensa na véspera.

Refletindo a novidade, as ações das duas empresas sobem na Bolsa. Às 12h44, os papéis da Aliansce subiam 3,07% e os da Br Malls, 1,72%. Segundo a empresa, em fato relevante divulgado ao mercado, ainda não existe acordo, oferta ou proposta sobre a potencial negociação.

Ações da Aliansce Sonae e Br Malls sobem com notícia sobre fusão entre as duas empresas
Foto: Reprodução

A Aliansce Sonae destacou ainda no documento que “a estratégia da companhia é seguir buscando oportunidades de crescimento, fortalecendo seu portfólio com ativos complementares, por meio de combinações de negócios e aquisições de shoppings centers líderes em suas regiões de atuação”.

A rede nasceu em 2019, resultado da fusão entre a Aliansce Shopping Centers e a Sonae Sierra Brasil.

Performance no 3º trimestre

O movimento de busca de novos negócios vem após a empresa registrar lucro líquido de R$ 60,584 milhões no terceiro trimestre de 2021, montante que representa uma alta de 150,5% ante o mesmo intervalo de 2020.

Segundo a companhia, em documento, a melhora reflete a retomada do varejo com a reabertura dos centros de compras após o pior momento da crise sanitária.

Ebitda (lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização) ajustado somou R$ 162,068 milhões, avanço de 49,4% na mesma base de comparação anual. A margem Ebitda subiu 5,92 p.p, para 70,3%.

receita líquida atingiu R$ 230,503 milhões, crescimento de 36,8%. O montante também ficou 1,5% acima do terceiro trimestre de 2019 - antes da chegada da pandemia.

resultado financeiro (saldo de receitas e despesas) ficou negativo em R$ 19,073 milhões, diminuição de 22,0%.

Sobre o autor
Julia Zillig
Repórter do Portal Mais Retorno.