Open Nav Logo Mais Retorno

Zeina Latif

Quem é Zeina Latif?

Zeina Latif é a atual economista-chefe da XP Investimentos, uma das maiores corretoras do país e que, em 2017, teve 49,9% das ações compradas pelo banco Itaú Unibanco – negociação que envolveu cifras de R$ 5,7 bilhões.

Formada na USP, ela é reconhecida como uma das maiores autoridades no mercado financeiro, já tendo ocupado o cargo de economista-chefe em grandes bancos e instituições financeiras.

Somada a uma trajetória profissional de sucesso, Latif também conta com um currículo acadêmico bastante consistente. Ela é doutora em economia pela USP.

Há anos, ela colabora com veículos de imprensa, como o jornal Estado de S. Paulo, onde conta com uma coluna semanal sobre economia.

A seguir, você poderá conferir um apanhado completo da trajetória de Zeina Latif.


Trajetória profissional de Zeina Latif

Zeina Latif se formou em economia pela Universidade de São Paulo (USP). Pela mesma instituição, ela concluiu mestrado e o doutorado em economia.

Sua carreira profissional começou como professora de economia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, na cidade de São Paulo, onde atuou entre os anos de 1993 e 1995.

Em seguida, Zeina ocupou uma cadeira como pesquisadora no Instituto de Pesquisas Econômicas da USP até o ano 2000. Passada essa longa trajetória acadêmica exercendo atividades ligadas à pesquisa e docência, Latif estreou no mercado financeiro como economista-sênior da Tendências Consultoria Integrada, organização especializada em finanças corporativas.

Em julho de 2002, Zeina Latif assumiu o cargo de economista-chefe no Banco Bilbao Vizcaya, onde permaneceu até 2003. Neste mesmo ano, aconteceu o grande salto de sua carreira.

Em julho, ela se tornou economista-chefe no HSBC Asset Management, instituição que ocupa posição de destaque no mercado financeiro global. Zeina fez parte do quadro de funcionários da instituição até 2005. Entre os anos de 2005 e 2007, foi economista-chefe do ABN-Amro Real.

Em 2008, assumiu como economista-chefe do ING Bank no Brasil, onde permaneceu até 2010. Naquele mesmo ano, Latif se tornou economista-sênior do Royal Bank of Scotland para a América Latina.

Zeina Latif: Umas das mulheres mais influentes do mundo

A trajetória profissional prodigiosa de Zeina Latif lhe rendeu o título de uma das mulheres mais influentes do Brasil. Tal título foi atribuído pela influente e respeitável revista americana Forbes. O prêmio se deu na categoria economia no ano de 2006.

O reconhecimento do trabalho de Latif também se deu em âmbito nacional. Ela já foi ganhadora do prestigiado prêmio de melhor Economista-Chefe promovido pela Ordem dos Economistas do Brasil no na edição de 2008.

Sucesso em um ambiente predominantemente masculino

Zeina Latif, com alguma frequência, é questionada sobre como é ocupar posições de tamanho destaque em um universo dominado por homens. Quanto a isso, em entrevista concedida ao jornal O Globo em 4 de julho de 2019, ela destacou:

“Eu vou entender a mulher que não quer ter o cargo de chefia, mas eu não vou aceitar a mulher que gostaria mas acha que não vale a pena ir atrás porque não vai conseguir. Isso que não pode acontecer. E a minha suspeita é que isso acontece”.

Na mesma oportunidade, quando questionada sobre preconceito contra mulheres em ambiente corporativo, a economista disse:

“Tem aquele que é o preconceito que chega a ser caricaturesco. De comentário que você ouve e fala: ‘han? Eu ouvi mesmo isso?’. Por incrível que pareça, esse me preocupa menos. Me preocupa mais aquele velado. Em que você percebe que tem dificuldade de avançar, e ele não está explícito. Então você nem consegue entender onde está a barreira. Esse é o mais perigoso. As novas gerações se incomodam mais com comentário indevido, com a cantada. Eu não ligo para isso. Isso para mim é a ponta do iceberg. Me preocupa aquela coisa mais forte. Aquela mulher que quer crescer e não é ouvida. Esse é mais perigoso. A cantada, a coisa desrespeitosa, isso a mulher sabe resolver. Se não sabe, vai rapidamente aprender. Mas essa coisa velada, essa me preocupa mais e isso está muito forte ainda nas empresas.”

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados