Última modificação em 22 de novembro de 2019

O que é o Viés do Status Quo?

Viés do Status Quo (ou Status Quo bias, como foi originalmente chamado em Inglês) é o nome dado a um tipo específico de viés cognitivo, que possui sobretudo uma natureza emocional. Por definição, o Viés do Status Quo narra a nossa tendência, como seres humanos, de nos sentirmos mais confortáveis emocionalmente com tudo aquilo que mantém o atual estado das coisas que compõem a nossa realidade.

Assim, a conjectura atual é tomada como base de referência e toda mudança, por menor que seja, é vista como um risco ou como uma perda consumada.

Terminar aquele namoro, mesmo que o(a) parceiro(a) seja um pé no saco? Largar aquele emprego, mesmo que o chefe não te dê nenhuma oportunidade de crescer? Mudar de cidade, mesmo que o seu ciclo no local atual já tenha chegado ao fim? Tudo é pesado demais.

É graças ao Viés do Status que, diante de decisões como essas, passamos noites em claro pensando no que fazer. No fundo, sabemos o que precisa ser feito, mas mudar é tão incômodo e indesejável que postergamos à espera de um verdadeiro milagre.

Quem sabe de repente aquele(a) mala sem alça não se revele o seu par perfeito, o tal grande amor da sua vida? Quem sabe o seu chefe não acorde de bom humor e enxergue todo o seu potencial desperdiçado até agora? Quem sabe a sua cidade não se torne o centro do mundo de repente, atraindo gente bacana, ótimas empresas e, por que não, restaurantes baratos e deliciosos por todo canto?

Qual é a origem do Viés do Status Quo?

Ah, como seria perfeito para o cérebro se não precisássemos mudar para sermos felizes e satisfeitos… Mas não podemos culpá-lo por isso.

Pode parecer que você apareceu nessa terra agora, com direito a wi-fi e energia elétrica. Contudo, o seu cérebro já está aqui há milhões de anos - pelo menos, evolutivamente falando. Ele vem desenvolvendo o seu próprio manual de instruções, mecanismos de defesa e toda sorte de processos que garantam a nossa sobrevivência como espécie - tanto lá no passado, vivendo nas cavernas, quanto hoje em dia rolando o feed no celular.

Assim, se pensarmos bem, devemos reconhecer que mudanças na vida selvagem não são nada divertidas. Tratando apenas de migrações: são terras desconhecidas, com predadores desconhecidos e recursos desconhecidos. A receita perfeita para uma morte prematura.

Afinal, se você não sabe o que vai enfrentar, como pode se preparar? É por isso que o seu cérebro deseja mudar apenas quando estritamente necessário (como sair correndo da sua caverna porque tem um animal enorme te encarando lá dentro). "Do contrário, fica por aqui mesmo, que a gente já conhece e vai conseguir gerenciar bem", ele diz, o que nem sempre representa um benefício real para você.

Como o Viés do Status Quo interfere nas suas finanças?

Infelizmente, quando se trata do Viés do Status Quo, a máxima "não se mexe em time que está perdendo" é tão válida quanto o "não se mexe em time que está ganhando".

Isso significa que, assim como ele garante que você se mantenha em posições vantajosas, esse viés também te impede de alcançar melhores oportunidades.

Da inércia daqueles que "investem" na poupança mesmo toda sorte de dados indicando investimentos melhores, àqueles que têm uma estratégia para a compra e venda de títulos definida, mas que já não funciona, esse fenômeno tem a capacidade de se infiltrar comodamente.
Assim, seja você um investidor iniciante, seja você mais experiente, não caia no erro de se considerar imune ao Viés do Status Quo - como só uma vítima do viés do ponto cego faria.

Termo do dia

Bursátil

O que é bursátil? O termo bursátil é empregado como referência para tudo que tem relação com a Bolsa de Valores e o mercado de capitais. A origem…